‘Perigo’: Inmet alerta para fortes chuvas no RS e SC nesta sexta-feira

imagem21-06-2024-10-06-11

Rafa Neddermeyer/Agência Brasil – 23/05/2024 Em Porto Alegre, a temperatura ficará entre 17°C e 21°C.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alertou para fortes chuvas no Rio Grande do Sul e no sul de Santa Catarina nesta sexta-feira (21). No sudoeste do estado gaúcho o alerta foi classificado como de “Perigo”.

Ainda, no centro do país, há uma área de baixa umidade que irá atingir dez estados.

Na região sudoeste do RS, as chuvas podem alcançar até 100 milímetros por dia, com ventos variando entre 60 e 100 quilômetros por hora, além de ocorrência de granizo. Segundo informações do Inmet, há possibilidade de interrupção no fornecimento de energia elétrica, danos às lavouras, queda de árvores e inundações.

Para o restante do estado e a região centro-sul de Santa Catarina, o Inmet emitiu um alerta de “Perigo Potencial” devido a tempestades. As precipitações não devem ultrapassar 50 milímetros por dia, acompanhadas por ventos de até 60 km/h, e há também a possibilidade de queda de granizo.

Em Porto Alegre, capital gaúcha, a temperatura ficará entre 17°C e 21°C. As chuvas, previstas para durar o dia todo, serão acompanhadas por trovoadas isoladas na capital gaúcha, segundo as previsões do Inmet. O final de semana será chuvoso, com trovoadas retornando no domingo e segunda-feira.

Já no Centro-Oeste e partes do Sudeste, Nordeste e Norte, uma área de baixa umidade estará em atuação. Ela é provocada por anticiclone em altos níveis que mantém a massa de ar seca na região. Os estados afetados serão: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Tocantins, São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão, Piauí, Bahia, além do Distrito Federal. 

O alerta para tempo seco ocorre quando a umidade relativa do ar varia entre 30% e 20%. O Inmet ainda recomenda aumentar a ingestão de líquidos, evitar atividades físicas intensas durante os períodos mais secos e reduzir a exposição direta ao sol.

Guaíba

Após duas semanas, o nível do Rio Guaíba voltou a ultrapassar a cota de alerta (3,15 metros) em Porto Alegre. A água superou a marca e chegou a 3,24 metros na manhã de quinta-feira (20). As informações são do Departamento de Recursos Hídricos e de Saneamento do Rio Grande do Sul.

A última vez que o Guaíba havia superado a cota de alerta foi no dia 7 de junho. A água voltou a subir após fortes chuvas que atingiram a capital do Rio Grande do Sul nos últimos dias — em alguns pontos, como no Campo de Cima da Terra, mais de 200 mm foram registrados.

Em maio, durante a maior catástrofe climática do estadoo Guaíba superou a cota de inundação (3,60 metros), chegou a 5 metros e inundou diversos bairros de Porto Alegre, além de outras cidades do Rio Grande do Sul.

Enchentes no RS | Operadoras liberam internet móvel para ajudar na comunicação Vinícius Moschen Funcionários limpam hotel em Shatang, afetado pelas enchentes em 24 de abril de 2024 Hector RETAMAL Enchente no Rio Grande do Sul arrastou causou enormes prejuízos Reprodução/redes sociais Chuvas no Rio Grande do Sul causam enchente em Venâncio Aires Divugação Arena do Grêmio alagada por conta das enchentes no Rio Grande do Sul Foto: Reprodução / Radio GreNal Imagens de satélite mostram antes e depois de enchente no RS Fidel Forato Empresa apresenta alternativas para combater enchentes no Centro de São Carlos DA REDAÇÃO Dupla Gre-Nal cancela treinos e ajuda desabrigados pelas enchentes Foto: Reprodução Vista aérea mostrando casas destruídas por enchentes em Roca Sales Gustavo Ghisleni/AFP – 05/05/2024 Militares, bombeiros, profissionais de saúde e voluntários participam da operação de resgate de moradores do bairro Sarandi, cujas casas foram afetadas pelas enchentes, em Porto Alegre Anselmo Cunha/AFP – 05/05/2024 Enchente nas ruas de Porto Alegre Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais Muro de Mauá inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais Centro histório de Porto Alegre inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais Centro Administrativo do Município inundado Reprodução: Fernando Oliveira/redes sociais

Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Clique  aqui e faça parte do nosso canal no WhatsApp.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR