Donos consideram saúde do pet tão importante quanto a da família

Apesar da grande crise econômica gerada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), em que muitas pessoas perderam suas fontes de renda, muitos brasileiros ainda cuidam de seus animais de estimação como se eles fossem da família, seja pagando planos de saúde ou tendo mais cuidado com o pet do que com outros humanos. 

Leia também

Em uma pesquisa realizada pela Comissão de Animais de Companhia, de 3500 tutores, aproximadamente 95% deles consideram a saúde do animal equivalente à de um membro da família. “94% dão importância à saúde preventiva dos pets, levando-os a seguirem rigidamente as recomendações de vacina, medicamentos vermífugos e antipulgas e alimentação”, explica Leonardo Brandão, médico veterinário e coordenador da COMAC.

Dentre cuidados básicos, como alimentação, banho, tosa e brinquedos, os donos de cães gastam, em média, R$ 220 por mês, enquanto os tutores de gatos desembolsam R$ 160. Além disso, somados a estes gastos, temos também as visitas ao veterinário, acessórios e objetos para os animais , que são, aproximadamente, de R$ 740,00 para um cão e R$ 575,00 para um gato.

shutterstock Pets são levados frequentemente ao veterinário

Com isso, empresas estão se moldando cada vez mais para atender o nicho dos animais de estimação, que passa a ser exigente desde cuidados básicos até hotéis, babás e outros serviços de luxo para os pets. “As famílias levam os pets mais ao veterinário, se preocupam em dar medicamentos preventivos e investem no entretenimento para o bem estar do animal”, finaliza Leonardo.

Fonte: canaldopet.ig.com.br/cuidados/saude/2020-06-28/dados-apontam-que-donos-acham-saude-do-pet-mais-importante-do-que-a-da-familia.html