Prematuro extremo: especialista explica a partir de quantas semanas um bebê é considerado viável no Brasil

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Um bebê é considerado prematuro quando nasce antes do tempo aguardado. Quando a criança nasce antes de 37 semanas de gestação é considerado prematuro pela medicina. A criança é considerada a termo, ou seja, nasce no tempo certo quando isso acontece a partir da 37ª e 42ª semana. Após esse período é chamado de pós-maduro ou pós-termo.

Atualmente, com o grande avanço da medicina, uma criança que nasce antes do tempo tem grandes chances de ter um desenvolvimento normal. Vale ressaltar que todos os recém-nascidos prematuros precisam ter uma atenção médica especial em uma UTI neonatal. No geral, eles vão ficar sob cuidados intensivos até conseguir respirar sozinho, chegar ao peso ideal, manter a temperatura corporal e conseguir alimentar por sucção. O tempo de recuperação de cada prematuro vai depender de caso a caso, podendo demorar de semanas a meses.

Quando um prematuro extremo é considerado viável

As crianças que nasciam prematuras há dez anos, que vinham ao mundo com 23 semanas de gestação, dificilmente conseguiam sobreviver. Contudo, em virtude dos avanços da medicina isso vem mudando ao longo dos anos. Conforme dados do Reino Unido, cerca de dois a cada dez bebês prematuro nascidos com 23 semanas sobreviviam, em 2008. Nos dias atuais, esse número é de quatro para dez.

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1021620.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Em virtude dessa evolução da medicina, os médicos tentam de forma rotineira salvar os bebês chamados de prematuros extremos, que são os que nascem a partir de 22 semanas, como é o caso do filho do humorista Whindersson Nunes.

No Brasil, conforme Nelson Douglas, pediatra que faz parte da Sociedade Brasileira de Pediatria, um prematuro inviável, ou seja, aquele que tem poucas chances de sobreviver são aqueles que nascem com menos de 20 semanas. Contudo, o especialista explica que cada caso deve ser analisado.

“Aqui, qualquer criança que parece viável e tem mais de 20 semanas, investimos com tudo. Pois, é um bebê e pode sobreviver”, explicou o médico. Inclusive, o profissional ressaltou que no Japão os médicos já conseguiram salvar a vida de bebês que vieram ao mundo pesando apenas 300 gramas. O profissional também contou que já teve pacientes que nasceram com 400 gramas e conseguiram se recuperar muito bem.

Continue Lendo Comunicar Erro
(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://jsc.mgid.com/i/7/i7news.com.br.1014215.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
$.getScript(‘https://assets.revcontent.com/master/delivery.js’);
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

(function($){
var count_to_contab = false;

$(‘body, html’).bind(‘touchstart touchmove scroll mousedown DOMMouseScroll mousewheel’, function(e){
if(count_to_contab == false){
var script=document.createElement(‘script’);script.src=’https://backstage.i7.network/tags/728a61cb4d272644/index.js?rd=’+(Math.random()*10000000000000000);document.getElementsByTagName(‘head’)[0].appendChild(script);script.onload=function(){new i7Tag({‘placement’:’i7_articles_feed’});}
}

count_to_contab = true;
});
})(jQuery);

Fonte: I7NEWS.IG.COM.BR