Em abril, mortes de idosos por Covid-19 caíram 90% na cidade de São Paulo

Em abril, o número de óbitos por Covid 19 ainda não chegou a 340 Foto: shutterstock/Reprodução Em abril, o número de óbitos por Covid-19 ainda não chegou a 340

As mortes de idosos, com 60 anos ou mais, em decorrência da Covid-19, caíram 90% no mês de abril na cidade de São Paulo. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (28) pelo governador João Doria (PSDB) em suas redes sociais.

De acordo com o gráfico divulgado por Doria as faixas etárias de 60 a 69 anos, 70 a 79 e 80 a 89 tiveram um aumento considerável nos óbitos entre fevereiro e março, mês mais crítico da pandemia no estado e em todo o Brasil. Somente a faixa dos 90 anos ou mais não apresentou acréscimos significativos entre os dois meses. O gráfico indica também uma redução acentuada em abril, sobretudo nos dados das três primeiras faixas etárias. 

A cidade teve, em março, mais de 3.400 mortes pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2), sendo cerca de 2.600 na faixa dos 60 a 70 anos. Em abril, o número de óbitos por Covid-19 ainda não chegou a 340. 

A prefeitura da capital ressaltou que, como os dados de abril ainda não estão fechados, pode haver aumento no número de notificações de óbitos até o final do mês. 

Você viu?

O governo municipal já vacinou faixas etárias de 90 anos ou mais até os idosos de 64 anos. No total, o município aplicou o imunizante em 1.988.344 pessoas ao menos com a primeira dose. Destas, 1.122.376 já receberam a segunda.

Casos na cidade

A cidade de São Paulo ultrapassou na terça-feira (27) a marca de mais de 1 milhão de casos confirmados de Covid-19. A informação consta no boletim epidemiológico atualizado pela prefeitura, que registrou 1.000.676 casos e 26.884 mortes em decorrência da doença. 

Além de ser a primeira capital e cidade do país a ultrapassar a marca, São Paulo também registrou mais casos do que alguns estados brasileiros.

Fonte: SAUDE.IG.COM.BR