Da cabine interna à varanda: saiba tudo sobre a tarifa bingo em navios

Reprodução/MSC As tarifas bingo mudam de navio para navio

Resumo

Nada como ter um conforto a mais na hora de fechar uma viagem de cruzeiro , seja com uma janela ou aquela varanda com benefícios  dentro do navio  para ter uma sensação de sentir a brisa do mar durante o passeio. Mas se os preços não cabem no bolso, você sabia que é possível ganhar a cabine gratuitamente pelo preço de uma cabine interna?

Sim, a modalidade bingo é uma versão que usa da sorte para te ajudar a ter uma viagem ainda mais completa. O passageiro pode pagar por uma cabine interna (que é o mais barato) e, até o dia de retirar o voucher para viajar, a companhia pode coloca-lo em uma cabine melhor e com benefícios, caso seja sorteado. 

Segundo a agente de viagens Vanessa Félix, a tarifa é exclusiva e uma surpresa para o viajante. “Ela é válida somente em cabines duplas garantidas, ou seja, sem numeração e sem localização pré-determinadas. O hóspede terá conhecimento de sua cabine até o momento do embarque, sem direito a substituição”, diz. 

Você viu?

Algumas companhias utilizam a tarifa, porém a que mais oferece o serviço é a MSC Cruzeiros, segundo Vanessa. Ela é promocional, não é algo que você paga a mais para participar do sorteio de cabines e o turista deve prestar atenção, porque não é algo que vale para todos os navios. “Ela é mais barata que a normal e é restrita a navio e data de embarque específicos. Há até limite de disponibilidade de 10 cabines por saída”, explica. 

Quando o passageiro paga mais barato que o normal, tem chances de conseguir muito mais e sempre contando com a sorte. “A tarifa bingo é determinada pela companhia e gratuita. Infelizmente as agências ou os viajantes não podem influenciar na categoria, é a chamada sorte mesmo”, completa. 

Por exemplo, quando um viajante adquire uma viagem na cabine interna de um navio, como o Armonia, da MSC, pode conseguir um upgrade nas passagens e receber um quarto com varanda, com mais conforto e espaço, além da vista para o mar. Além disso, essas acomodações têm serviços gratuitos disponíveis como SPA e check-in exclusivo e sem filas no porto, como foi o caso da aposentada Claudia Lemos.

Na primeira viagem, Claudia ganhou um upgrade no MSC Armonia Reprodução Na primeira viagem, Claudia ganhou um upgrade no MSC Armonia


Era a primeira viagem de navio dela, para comemorar seus 50 anos, em 2015. Preocupada com conforto, ela comprou o valor de uma externa com janela, sem saber que participava da tarifa.

“Na hora de pegar o voucher na agência, o gerente abriu meu contrato e falou: ‘aqui está sua cabine, de varanda…’. Eu tomei um susto e disse que não havia comprado, mas ele me explicou que era uma tarifa especial”, conta. “Fui para a cabine de varanda e fiquei feliz por ter mais conforto. Como o navio era menor, descobri que ganhei mais benefícios do que os outros hóspedes”, lembra.

Ainda no porto, a aposentada destaca que conseguiu fazer o check-in rapidamente, entrou antes dos outros passageiros e pode comer no melhor restaurante da embarcação.

“Eu podia até escolher um horário mais agradável. Quando voltei para casa, descobri que eu tinha diversos tratamentos no SPA do navio gratuitos. Deveria ter perguntado antes, mas como viajante de primeira viagem, o passeio foi completo mesmo assim”, comemora. 

Outro exemplo é em navios maiores, como o Seaview, que há mais chance de conseguir um upgrade. Dependendo do caso, o turista pode ter o upgrade de cabine, mas não ganha nenhum outro benefício além da cabine. 

Quando o viajante foi à agência de turismo, deve perguntar sobre a tarifa e Vanesa ainda alerta que o passageiro também pode ser cobrado por uma taxa extra em caso de troca de cabines. “A substituição de um hóspede pode implicar na cobrança de uma taxa de alteração de R$ 90, sendo que este valor não poderá ser superior ao valor do cruzeiro”, pontua.

Fonte: TURISMO.IG.COM.BR