Aluguel de barcos, iates e lanchas: o que precisa para passear em segurança

Tudo sobre viagem e aluguel de barcos, iates e lanchas Reprodução Tudo sobre viagem e aluguel de barcos, iates e lanchas


Resumo

A pandemia da Covid-19 ainda não acabou, mas o turista não deixa de procurar opções para viajar e ter seus momentos de lazer e descanso. Por isso, as pessoas estão, cada vez mais, em busca de opções seguras e acessíveis para realizar suas viagens sem preocupação. Para quem gosta de praia, por exemplo, pode alugar um barco, iate ou lancha e aproveitar com a família e amigos. 

Como uma embarcação só permite um número limitado de pessoas por vez, pode ser uma opção para quem está planejando voltar a viajar. Além disso, alugar um barco inclui experiências incríveis se os viajantes apreciam o mar e as belezas marítimas. Segundo Filipe Granada, diretor da Gran Boats, empresa que possibilita a locação de barcos, o primeiro passo é escolher qual a sua embarcação de preferência. Eles são divididos por locais de embarque, capacidade (número de pessoas) e tamanho. 

Documentação

De acordo com Filipe, não é necessária a entrega de nenhuma documentação. A empresa também não fornece seguro, mas o locatário pode contratar um, se preferir. O processo de reserva do barco é simples, basta realizar o pagamento e escolher o dia ideal.

Até onde eu posso ir com o barco?

“Se a pessoa aluga um barco em determinada cidade, os limites estão restritos àquele local. Por exemplo, se o locatário alugar no Guarujá, litoral de São Paulo, pode viajar pela cidade. Agora, se escolher Ilhabela, a navegação é feita por essa região”, explica.

É obrigatório ter um marinheiro ou o locatário pode conduzir?

“Com certeza é obrigatório. Alugar um barco sem marinheiro é como comprar uma passagem aérea sem um piloto de avião. Quando a pessoa alugar um barco, automaticamente terá um marinheiro à disposição dela”, diz.

O cliente pode conduzir?

Não. Filipe especifica que apenas o marinheiro navega o barco. No Brasil, para pilotar uma embarcação, é necessário uma Carteira de Habilitação do Amador (CHA) emitida pela Marinha Brasileira. 

É possível navegar a qualquer hora do dia?

“Por uma questão de segurança, as viagens costumam ocorrer durante o dia, a partir das 8h até às 19h”, diz.

Alimentação e proibições

Filipe esclarece que não existem proibições ao alugar um barco. Sobre a alimentação, o locatário pode optar em levar a própria comida, se alimentar em um restaurante da região, ou contratar o serviço com a própria empresa.

Valores

Para alugar um barco, é preciso desembolsar, no mínimo, R$ 3 mil. O aluguel dessas embarcações podem chegar ao valor de R$ 40 mil. As formas de pagamento são feitas somente por transferência bancária.

Você viu?

Fonte: TURISMO.IG.COM.BR