Cruzeiro nudista pelo Caribe custa a partir de R$10 mil; veja detalhes

Cruzeiro nudista pelo Caribe custa a partir de R$10 mil; veja detalhes

Divulgação/Bare Necessities Tour & Travel Cruzeiro nudista pelo Caribe


Uma empresa de turismo dos Estados Unidos lançará um  cruzeiro destinado aos praticantes de nudismo.  Previsto para 2025, a proposta é que os clientes passem a maior parte do tempo sem roupas enquanto estiverem na embarcação.

Com capacidade para 2.300 passageiros, a viagem acontecerá a bordo de uma embarcação da Norwegian Cruise Line. O cruzeiro nudista é criação da Bare Necessities Tour & Travel e recebeu o apelido de Big Nude Boat (Grande Barco Nu, em tradução livre). 

Durante 11 dias previstos no roteiro, os naturistas interessados terão que desembolsar um valor a partir de US$ 2 mil (R$ 10,3 mil) para uma pessoa em quarto duplo compartilhado. A partida será em Miami, na Flórida (EUA), com destino ao Caribe.

A empresa afirmou que a excursão foi criada para atender naturistas, e não “aventureiros excêntricos” e ressaltou os valores que defende. 

“Apoiamos a crença de que a sexualidade não vem do estado de nudez, mas sim um estado de espírito. A nudez social não é uma atividade sexual e nos esforçamos para dissipar o equívoco de que é tudo menos natural e bonito”, defendeu a organização do cruzeiro. 

Regras de convívio

Com o objetivo de reforçar esses princípios, a Bare Necessities exige que os passageiros sigam uma série de regras, caso contrário, estará sujeito a expulsão do cruzeiro.

Entre elas, é a proibição de registros como fotografias, vídeos ou imagens eletrônicas, que não podem ser tirados sem o consentimento expresso da pessoa registrada. Quem desobedecer corre o risco de ter o equipamento confiscado.

Outra proibição diz respeito a acariciar ou tocar as partes íntimas de outra pessoa, mesmo com consentimento. A atividade sexual em local aberto não é permitida.

Todos os passageiros devem estar vestidos quando o navio estiver atracado no porto e as roupas só podem ser tiradas depois que a embarcação partir e um anúncio foi feito pelo sistema de som. Também é exigido o uso de vestimentas dentro dos refeitórios e roupões de banho não são permitidos na sala de jantar.

Mais uma proibição é que os passageiros não devem se exibir nus na frente de outros navios, ou quando as autoridades portuárias estiverem a bordo.

Quer ficar por dentro das principais notícias do dia?  Clique aqui e faça parte do nosso canal no WhatsApp

Fonte: TURISMO.IG.COM.BR