Diretor do Real Ariquemes afirma que não é certa a permanência do clube no Brasileiro Feminino A2

O Real venceu na estreia o São Francisco-BA e lidera o Grupo B com 3 pontos ao lado do 3B-AM  

O diretor social do Real Ariquemes, João Brustolon, em entrevista a uma web rádio da capital na última terça-feira, 07, disse que o clube analisa a continuidade na disputa do Brasileiro Feminino Série A2. “O Feminino é uma situação que a gente acabou dispensando todos. A gente não tinha uma noção exata de quando voltaria. Vamos aguardar uma definição do presidente para decidirmos o que vamos fazer”, disse Brustolon.

Segundo o dirigente é preciso levar em conta os protocolos de segurança exigidos para o retorno das atividades. “Precisamos analisar se conseguiremos cumprir todas as exigências. Não é só participar. A gente tem que participar de uma maneira correta”, revelando que na próxima sexta-feira, 10, uma reunião da diretoria para debater os rumos do clube para o restante de 2020.

Mesmo ainda sem definição se o clube seguirá na competição, Brustolon defende que se a decisão for pela permanência na disputa o clube precisa encontrar uma maneira não apenas remontar uma equipe, mas um time que seja competitivo. “Não adianta só voltar, temos que retornar para competir a altura”, pontuou.

O Real estreou no Brasileiro Feminino A2 no dia 15 de março contra o São Francisco-BA e venceu fora de casa por 1 a 0. Logo depois, a competição foi suspensa. Real Ariquemes e 3B-AM lideram o Grupo B com 3 pontos cada.
Fonte: www.folhadosulonline.com.br/noticias/detalhe/2020/diretor-do-real-ariquemes-afirma-que-nao-e-certa-permanencia-do-clube-no-brasileiro-feminino-a2