Gaviões planeja vaquinha para ajudar a pagar Arena Corinthians

Bruno Teixeira/Corinthians Arena Corinthians, casa do Timão

Com o intuito de ajudar a quitar a dívida da Arena Corinthians , a Gaviões da Fiel, maior organizada do Timão , pretende organizar uma vaquinha virtual para arrecadar o dinheiro necessário para que o clube possa se ver livre desse obstáculo. Isso, segundo a torcida, fará o Alvinegro se tornar uma potência mundial. O ousado plano foi revelado pelo GE, em entrevista concedida por Rodrigo Gonzalez Tapia, o Digão, atual presidente da Gaviões.

Embora ainda esteja em fase de elaboração, o projeto já foi objeto de conversas entre as direções da organizada e do clube. A intenção, segundo o líder da torcida, é que o dinheiro não passe nem pelo clube, nem pela Gaviões, e vá direto para a Caixa, com quem a dívida do financiamento está em vigência.

“A ideia é fazer uma vaquinha virtual. Estamos tentando chegar no responsável da Caixa, porque nossa ideia é que o dinheiro não vai passar pela torcida nem pelo clube, vai direto para o pagamento do financiamento. Estamos no caminho certo, vai dar tudo certo. A torcida do Corinthians vai fazer historia mais uma vez”, contou Digão ao GE.

Em busca de deixar o processo da forma mais transparente possível e fazer com que os corintianos possam se engajar ao projeto, o presidente da Gaviões quer instalar no Parque São Jorge uma espécie de “Impostômetro”, painel que fica no centro histórico da cidade de São Paulo e mede o valor total de impostos pagos pelos brasileiros pelo período de um ano em tempo real.

“Não tem aquele negócio dos impostos (“Impostômetro”), no centro de São Paulo? A gente quer ter uma parada dessas no Parque São Jorge para todo mundo ver o tanto de dinheiro que está entrando e para o que é. Quando nosso povo olhar que a parada é transparente e o dinheiro vai direto para a Caixa, a coisa vai funcionar. Fizemos até as contas, daria uns R$ 18 para cada torcedor. Se a gente conseguir pagar a Arena, o Corinthians vira uma potência mundial”, disse o presidente da organizada corintiana.

Atualmente, a dívida do Corinthians com a instituição financeira é de R$ 530 milhões, que foi executada no ano passado. Acontece que há divergência de valores entre as partes e por isso estão há meses tentando uma renegociação.

Segundo o GE, na reunião entre os representantes da torcida e da diretoria do clube, a Gaviões também ofereceu ajudar na limpeza e na manutenção do estádio. Caio Campos, superintendente de marketing do Timão, elogiou a atitude da organizada, mas adota cautela por conta dos detalhes burocráticos.

“É muito legal a iniciativa da torcida e sabemos como funciona, eles estão ali para ajudar sempre, mas tem todas as questões burocráticas para serem analisadas antes de fazer acontecer”, declarou o dirigente ao GE.

Digão também é cauteloso em relação a todo o processo, uma vez que haverá eleições no clube no fim de novembro, que deverá mudar a configuração da diretoria atual a partir de janeiro do próximo ano. Mesmo assim, ele diz que o intuito é dar início ao projeto de qualquer forma, com ou sem o aval do clube.

“Tem que ter parceria com a diretoria nova, fazer um laço entre torcida organizada e também o povo que vai para o jogo e não é da organizada. Se for uma diretoria transparente, mostrando tudo, o Gaviões vai estar junto”, disse o presidente da Gaviões, antes de completar:

“Depende muito do clube, mas vamos fazer de qualquer jeito. Só estamos esperando passar essa parada da pandemia, mas no começo do ano vamos meter marcha. Colocamos na cabeça o projeto e estamos falando com corintianos ilustres para viabilizar. A parada até arrepia, quem é corintiano de verdade se emociona”, concluiu Digão.

Fonte: esporte.ig.com.br/futebol/2020-08-24/gavioes-planeja-vaquinha-para-ajudar-a-pagar-arena-corinthians.html