Craque francês decide deixar a seleção por questões políticas e religiosas

Reprodução / Calciomercato Pogba e Mbappé

Após o presidente francês, Emmanuel Macron , apresentar um plano de luta contra o “islamismo radical”, com a elaboração de um projeto visando combater aqueles que querem “negar as leis da República”, em nome da religião, o meio-campo  Pogba , do Manchester United e que sonha em jogar pelo Real Madrid , tomou a decisão de deixar de vestir a camisa da seleção francesa.

De acordo com sites do Oriente Médio, a decisão do jogador, que estava no elenco francês que faturou a Copa do Mundo de 2018, não tem volta. Vale lembrar que ele se converteu ao islamismo no ano passado.

Ainda segundo as mesas fontes, a decisão teria sido tomada após o atleta considerar as últimas declarações e medidas de Macron, que vem sendo muito criticada na Europa e chegou a ser condenada pelo presidente da Turquia, como um “insulto” a ele e a toda a comunidade muçulmana que reside na França, especialmente porque o islamismo é a 2ª religião mais popular do país.

Apesar das diversas fontes, Pogba e a Federação Francesa não se pronunciaram sobre o fato e uma oficialização é esperada para os próximos dias.

Fonte: esporte.ig.com.br/futebol/internacional/2020-10-26/craque-frances-decide-deixar-a-selecao-por-questoes-politicas-e-religiao.html