Polícia Militar de Rondônia investe no ensino a distância e garante engajamento dos alunos a sargentos na plataforma virtual

O uso da tecnologia tem fortalecido as ações desenvolvidas pela Polícia Militar de Rondônia em várias frentes de atuação, principalmente na continuidade das atividades do Curso de Formação de Sargentos que, devido à pandemia do coronavírus, saiu do formato presencial e atualmente vem sendo realizado na modalidade de Ensino a Distância (EaD) tendo se mostrado altamente eficaz na capacitação dos mais de 200 alunos sargentos que iniciaram com instruções em sala de aula, em fevereiro de 2020, o curso considerado requisito obrigatório para a promoção de cabos PM à graduação de 3º sargento da Polícia Militar.

Desde que a pandemia do coronavírus deixou o país e o Estado em alerta, a Polícia Militar suspendeu as aulas presenciais, inclusive, em cumprimento ao decreto nº 24.887, de 20 de março de 2020, que estabeleceu o Estado de Calamidade Pública, devido à rápida disseminação do vírus, quando foram adotadas medidas preventivas.

Não demorou muito para a Polícia Militar buscar alternativas que pudessem ir ao encontro da continuidade do curso, o que garantiu o uso da tecnologia para que fossem ministradas as disciplinas ofertadas no método inteiramente EaD, utilizando ferramentas digitais aliadas à interação entre alunos a sargentos e instrutores (tutores), com a Plataforma Moodle, sendo um sistema de código aberto para a criação de cursos on-line, ou seja, também conhecida como Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA).

Para isso, segundo destaca o comandante geral da Polícia Militar de Rondônia, coronel PM Alexandre Luís de Freitas Almeida, a Corporação tem investido fortemente nesse tempo de pandemia nos cursos de ensino a distância, fortalecendo o determinado desde o início do curso pelo governador do Estado, coronel Marcos Rocha, que é garantir o aperfeiçoamento dos profissionais da segurança pública para oferecer melhor serviço à população.

“Então tivemos a preocupação de não deixar de formar o policial militar e dar continuidade ao trabalho para que ele também não sofra na continuidade na sua carreira. Dessa forma, começamos o Curso de Formação de Sargentos e veio a pandemia e buscamos inovações para que o curso se desenvolvesse de forma EaD. A perspectiva e de estarmos finalizando esse curso agora, na segunda quinzena de setembro deste ano. Da mesma forma estaremos focados no Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais e no Curso de Aperfeiçoamento de Sargento”, argumentou o comandante geral.

O diretor do Centro de Ensino da Polícia Militar, major PM Washington Soares, destacou ser preciso utilizar as ferramentas de ensino a distância seja na participação em fórum, chat, provas, trabalhos físicos e outros encaminhados todos pela plataforma. “Com o uso dessa plataforma estamos fazendo com que os alunos tenham total engajamento nesta ferramenta de ensino a distância que utiliza a plataforma Moodle, aberta e grátis, mas proporciona com que os alunos sargentos (no caso referindo-se ao Curso de Formação de Sargentos) tenham a construção do conhecimento junto ao instrutor de forma satisfatória com qualidade igual ou superior ao ensino presencial”, enfatizou o major.

Para o diretor de Informática (Dinfo) da Polícia Militar, capitão PM Douglas Marink, o mundo inteiro enfrenta um momento de grande dificuldade em relação à pandemia do coronavírus, o que resulta no afastamento de relacionamento e de não poder aglomerar devido às restrições que foram impostas. “Buscando evitar grandes problemas às Corporações, e a Polícia Militar não foge disso, se reinventaram nesse sentido fazendo com que buscássemos outras formas para que fossem realizadas as atividades que normalmente vinham sendo desenvolvidas. Então a tecnologia entra exatamente com essa ferramenta e fazendo as pessoas se comunicarem, interagirem e gerando o mínimo de transtorno e problema possíveis”, destacou o capitão.

A aluna sargento Raicinaluz Leila da Silva Coeli Carnoski enfatizou que ao Polícia Militar, por meio do Centro de Ensino, buscou adequar ainda mais a modalidade de ensino. Ela ainda fez menção à Diretriz Geral de Ensino, no que se refere à flexibilidade. “Verificamos a aplicação exata no momento atual com a pandemia da Covid-19. Tal princípio rege que o ensino deve ser flexível, adaptando-se às necessidades e a evolução tecnológica, o que exatamente acontece hoje no mundo. O Ensino a Distância (EaD) recebeu nossos adeptos diante da necessidade. Escolas públicas e particulares se adequaram no intuito de seguirem com o calendário acadêmico, e a briosa Polícia Militar não deixou de atender com maestria a nova realidade, apesar de já possuir a modalidade EaD, vem cada vez mais proporcionando melhores condições de aprendizado”, argumentou a aluna sargento.

A aluna a sargento Raicinaluz também frisa que a nova plataforma de EaD está sendo bem assimilada e com a perspectiva do curso terminar dentro da programação. “Os instrutores têm contribuído cada vez mais na interação para que o aprendizado seja o mais adequado possível. Todas as atividades avaliativas propostas – seja questionário, fórum, trabalho em grupo, sabatina dos trabalhos, prova e demais formas de interação – estão sendo avaliados criteriosamente pelos instrutores de cada disciplina juntamente com a coordenação”, enalteceu a aluna sargento.

O aluno sargento PM Rivelino da Silva Picanço reforça a importância da plataforma acreditando que a nova metodologia tem superado as expectativas, pois as modalidades exigem uma maior disciplina de estudo do graduando, o que eleva o nível de envolvimento com o curso e com a formação profissional, pois o material é contextualizado com o dia a dia da Polícia Militar. “Essa dinâmica estimula uma maior interação entre alunos e instrutores. O comando da Corporação foi muito feliz ao manter o Curso de Formação de Sargentos na modalidade EaD, em atendimento ao decreto de calamidade pública, pois manteve o cronograma do curso para que ainda esse ano os novos sargentos possam ser empregados em suas novas funções dentro do organograma”, sintetiza o aluno sargento.

O comandante da Polícia Militar, coronel PM Almeida, reforça que o desafio é grande, mas a plataforma apresentada pela Polícia Militar para o Curso de Formação de Sargentos tem alcançado resultados positivos. “Nosso Centro de Ensino está vazio, mas isso não quer dizer que os nossos alunos sargentos não estejam se aperfeiçoando e aprendendo. São muitas e intensas atividades promovidas no ambiente virtual para que o policial militar possa estar com conteúdo necessário e conseguir lograr êxito nessa jornada EaD”, finalizou o comandante geral da Polícia Militar.

JORNALISTA PAULO RICARDO LEAL

O Curso de Formação de Sargentos que antes era presencial, passou à modalidade Ead devido à pandemia do coronavírus

Fonte: PM.RO.GOV.BR