Criança de 1 ano morre após teste da covid-19 quebrar dentro de seu nariz; caso serve de alerta

Uma criança de apenas um ano perdeu a vida após realizar o teste para o coronavírus. O fato aconteceu na Arábia Saudita e repercutiu na mídia mundial. A haste usada para fazer o teste da doença quebrou dentro do nariz do pequeno. Ele deu entrada na unidade hospitalar apresentando um quadro febril e, conforme os familiares, não possui nenhuma doença pré-existente.

O caso ocorreu no mês de julho e ainda está sendo investigado. De acordo com a mídia local, o menino teria passado por um procedimento para fazer a retirada do objeto. Após a cirurgia, o seu estado era considerado estável. No entanto, no dia seguinte ao procedimento, a criança perdeu a consciência e começou a ter dificuldades respiratórias.

Após ser submetido a uma radiografia, foi constatado que ele ainda apresentava bloqueio das vias aéreas em um dos pulmões. Infelizmente, ele acabou morrendo antes de ser transferido, conforme o relatou um tio da vítima à imprensa local. O médico otorrinolaringologista, Raimar Weber, falou sobre o assunto ao portal de notícias Crescer.

De acordo com o especialista, hastes que são confeccionadas de madeira, como as utilizadas em alguns locais, possuem uma maior chance de quebrar durante o seu o uso do que aquelas que são feitas de plásticos flexíveis. O otorrino ainda ressaltou que apesar de não saber com detalhes o caso do menino da Arábia Saudita, ele acredita que o incidente pode ter acontecido devido a um movimento brusco feito pelo menino durante a realização do exame.

Como evitar que esse tipo de situação ocorra?

O certo é fazer uma imobilização de forma adequada e ter profissionais que sejam devidamente treinados para esse tipo de procedimento. Essa é a melhor maneira de evitar que ocorram lesões durante a coleta do material para o exame. Os pais não precisam ter receio de imobilizar os pequenos da forma correta, pois é para o bem deles.

O ideal é que duas pessoas ajudem no processo, uma segura a criança e a abraça no colo, e outra imobiliza a cabeça.

Continue Lendo Comunicar Erro Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece

Fonte: www.i7news.com.br/