Prefeitura toma decisão inusitada e transforma motel em hospital de campanha para a Covid-19 no PA

A pandemia do coronavírus impactou em várias adaptações promovidas pelas autoridades, que traçaram vários planos alternativos para vencer a luta contra a Covid-19. Além das unidades hospitalares, muitos locais como estádios de futebol e sede de clubes se tornaram hospitais de campanha durante o fluxo maior de casos. No município de Prainha, no Pará, a prefeitura, no entanto, resolveu ir mais além na adaptação.

Diante do alto número de casos registrados da doença, o prefeito Davi Xavier (MDB) alugou um motel para que fosse instalado um hospital de campanha no município.

O espaço foi alugado no final de abril, e no contrato inicial foi fechado a locação por três meses, totalizando um gasto de R$ 30 mil, podendo ter renovação se acaso fosse necessário.

O motel dispõe de onze quartos, sendo que seis foram destinados à internação dos pacientes com a Covid-19. O ambulatório da unidade improvisada começou a funcionar no dia 15 de junho.

 

Avaliação

Na última sexta-feira (28), uma equipe da Promotoria de Justiça de Prainha foi até o motel fazer uma inspeção com o objetivo de acompanhar as atividades no hospital, avaliando se a estrutura física atende as necessidades e os padrões para a unidade de hospital de campanha, bem como analisou a equipe de jornada e serviços laboratoriais e de exames.

Repercussão

Nas redes sociais, a decisão da prefeitura de Prainha de transformar o motel em hospital de campanha foi motivo de brincadeiras, mas também foi elogiada.

“Prova de como a saúde pública no Pará literalmente é f…”, disse um internauta.

“Não sei dos critérios técnicos, mas parece mais rápido eficiente que construir aqueles hospitais de campanha que custam uma fortuna e demoram a ficar prontos. É estranho? É estranho, mas funcionando bem que mal tem…”, disse um outro internauta.

Números da pandemia no Pará

O Pará é o sexto estado com o maior índice de infectados em solo nacional. De acordo com o último balanço divulgado, o integrante da região norte do país computa quase 200 mil casos de infectados e 6.146 mortes ocorridas por conta da Covid-19 – quarto maior registro no Brasil.

 

Fonte: www.i7news.com.br/