Mãe e filho morrem vítimas da Covid-19 em intervalo de poucas horas e família fica devastada

 

A pandemia do coronavírus segue ceifando vida de milhares de pessoas diariamente em todo o mundo. Com um forte poder letal, a doença já devastou muitas famílias. Em Xanxerê, município situado no Oeste de Santa Catarina, mãe e filho morreram em decorrência da Covid-19 em um intervalo de apenas 8 horas, após ficarem internados na UTI da mesma unidade hospitalar.

De acordo com informações da prefeitura do município, a professora Erenita Isotton, de 60 anos, morreu às 19h30 do último sábado (19), enquanto o seu filho, Ademar Isotton Júnior, de 32 anos, morreu às 3h30 deste domingo (20).

Conhecido pelos familiares e amigos por Júnior, o filho de Erenita deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Regional São Paulo no dia 4 de setembro. Quatro dias depois, a mãe dele teve que ser internada na mesma ala de UTI. Ambos tinham comorbidades, que não foram reveladas pela Secretaria de Saúde, e tiveram a causa da morte confirmada para a Covid-19.

 

Homenagens

Ambos eram funcionários públicos. Erenita foi professora por 30 anos, e já se preparava para dar entrada na aposentadoria, enquanto Júnior era motorista da Secretaria de Saúde nos últimos 10 anos.

Em nota, a Secretaria de Saúde lamentou o falecimento de Erenita e Júnior.

“Erenita foi professora, colega, amiga e uma excelente profissional. Desejamos que Deus a receba em seus braços com o mesmo amor e carinho com que diariamente ela recebia seus alunos”, diz a nota sobre a professora.

“‘Funcionário dedicado e exemplar, Junior estava sempre disposto a colaborar, sempre com um sorriso no rosto, com bom humor, auxiliando a todos”, lamentou a Secretaria de Saúde de Xanxerê.

De acordo o último balanço revelado, o estado de Santa Catarina computa mais de 205 mil casos confirmados da Covid-19, tendo registrado 2.635 mortes em decorrência da doença.

 

Fonte: www.i7news.com.br/