Corpo de garoto de 15 anos, que faleceu em 2006, não se decompôs; jovem será beatificado na Itália

A história de Carlo Acutis, jovem britânico que faleceu aos 15 anos, ganhou repercussão nas redes sociais.

O jovem foi vítima de uma leucemia em 2006 e praticou uma vida de caridade.

De acordo com o site G1, Acutis era católico e documentava sua religiosidade em um blog.

O jovem realizava diversos trabalhos voluntários e se dedicava à caridade.

O Vaticano reconheceu um milagre atribuído ao jovem há cerca de 10 meses.

Na última quinta-feira (1), o corpo de Carlo foi levado à basílica superior de São Francisco, em Assis, na Itália, para a beatificação.

Segundo o padre Marcelo Tenório, de Campo Grande, o milagre atribuído ao jovem teria ocorrido no Brasil.

Em 2010, o padre realizava uma missa no dia 12 de outubro, data de morte de Acutis, e exibiu uma relíquia do jovem.

Um avô teria levado o neto doente para a celebração.

De acordo com o padre Tenório, a criança teria sido curada após tocar vestes com sangue de Carlo Acutis.

Outro fato que chamou a atenção dos fiéis foi o estado de conservação do corpo do jovem após 14 anos de sua morte.

Segundo o site Jovem Pan, o corpo do jovem está exposto em uma espécie de caixão de vidro.

Com a pele rosada e trajes esportivos, Carlo Acutis apresenta aparência saudável e parece dormir.

O padre Tenório falou sobre as condições do corpo do jovem.

Na linguagem popular quer dizer que a terra não comeu, não apodreceu. No caso do Carlo, houve um processo de tratamento e hidratação, que se estendeu por 2 meses. Só que o corpo está em perfeito estado e foi exposto ontem. A ciência nunca diz que está incorrupto, fala que está em perfeita preservação”, explicou o religioso.

A cerimônia de beatificação de Carlo Acutis está marcada para às 16h30 do dia 10 de outubro.

Fonte: i7 News