Cliente fere garota de programa com mais de 30 facadas; vítima faz apelo nas redes sociais

Uma transexual de 28 anos viveu momentos de terror no último sábado (17), em Içara, no sul de Santa Catarina. De acordo com o site UOL, Rebeka Curtts, que é garota de programa, foi brutalmente atacada por um cliente, que, segundo ela, já lhe devia uma quantia em dinheiro. Rebeka recebeu cerca de 30 facadas, principalmente na região do rosto.

A garota de programa contou que recebeu uma ligação do cliente na madrugada do último sábado (17). Rebeka afirmou que o homem lhe convidou para um novo programa, e lhe pagaria o valor junto à quantia devida. O cliente disse, ainda, que levaria outro amigo. A jovem de 28 anos aceitou o convite e se encaminhou ao local combinado em seu carro.

Ainda segundo o site UOL, a garota de programa contou que o cliente tentou realizar o pagamento através de uma máquina de cartão, mas que o procedimento teria sido recusado. Em uma estrada de terra, Rebeka teria sido agredida brutalmente a golpes de faca pelo cliente e pelo amigo.

 

A jovem revelou que pulou do carro em movimento bastante feriada. Rebeka teria corrido com dificuldade até um sítio onde pediu ajuda aos moradores locais. O Corpo de Bombeiro foi acionado e prestou os primeiros socorros à garota de programa. Os suspeitos fugiram do local do crime levando o carro da vítima.

 

View this post on Instagram

Me ajudem a compartilhar pessoal, não Podemos deixar isso acontecer novamente… estamos morrendo uma a uma. NOSSAS VIDAS IMPORTAM . . . . . . . . . . #Criciúma #CriciumaTransfobica #Transfobia #VidasTransImportam

A post shared by Rebeka Curtts (@rebekacurtts) on Oct 18, 2020 at 2:25pm PDT

 

Através de suas redes sociais, Rebekka Curtts fez um apelo para que as pessoas colaborassem com quaisquer informações sobre os suspeitos. A transexual afirma ter sido vítima de transfobia e tentativa de latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte. A jovem prestou depoimento na Delegacia de Içara que segue investigando o crime.

Continue Lendo Comunicar Erro

Fonte: www.i7news.com.br/