Câmara de São Gonçalo vota PL para proibir vereadores de monetizar

Aline Macedo Aline Macedo

A Câmara Municipal de São Gonçalo pode seguir o rumo tomado pelo Rio de Janeiro e proibir seus vereadores de ganharem dinheiro com vídeos na internet relacionados às atividades parlamentares. Está marcada para esta terça-feira (21) a segunda discussão do projeto de resolução que altera o regimento da Casa.

Na capital, a ideia surgiu depois de virem à tona as denúncias que levaram Gabriel Monteiro (PL) ao Conselho de Ética. Por aqui, no entanto, a mudança se deu na própria Lei Orgânica do Município.

Já no segundo maior colégio eleitoral do Rio, a intenção é inserir no Código de Ética um inciso que “considera procedimento incompatível com o decoro parlamentar, monetizar conteúdos, inclusive audiovisual, que têm como objeto o exercício da função pública, ou receber receitas em função de conteúdo produzido com emprego de recursos públicos”.

Ou seja: com o texto aprovado, quem lucra com o trabalho já pago pelo erário pode ser denunciado à Comissão de Ética — e até perder o mandato.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: ULTIMOSEGUNDO.IG.COM.BR