UE e Nova Zelândia assinam acordo de livre comércio

Como você se sentiu com essa matéria?

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, em coletiva de imprensa, em Bruxelas, Bélgica, 17 de junho de 2022.| Foto: EFE/EPA/OLIVIER HOSLETOuça este conteúdo

A União Europeia e a Nova Zelândia assinaram, na quinta-feira (30) um acordo comercial e social. A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, e a primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, comemoraram a parceria intercontinental.

Em tensões diplomáticas com a China, que recebe 30% de suas exportações, a Nova Zelândia busca novos parceiros comerciais. Já a União Europeia quer reforçar a presença na região Ásia-Pacífico, pela importância na economia mundial e por ser palco de rivalidades geopolíticas.

O texto trata, além do livre comércio, de assuntos relacionados a sistemas alimentares duráveis, igualdade entre os sexos e subsídios a combustíveis fósseis. “É um engajamento mútuo fundado sobre a confiança e valores compartilhados”, comemorou o comissário europeu do comércio, Valdis Dombrovskis. “É o acordo comercial mais ambicioso que já tivemos”, completou.

No entanto, nem todos os representantes de países europeus estão tão entusiasmados com a notícia. “Nós avaliaremos o acordo em detalhes”, pontuou o ministro francês do comércio exterior, Franck Riester. “Em 2023, vamos verificar se nossos interesses foram realmente levados em conta”, reforçou.

Deixe sua opinião

Como você se sentiu com essa matéria?

Veja mais matérias que causaram reações nos leitoresAtualizado às

Encontrou algo errado na matéria?comunique errosSobre a Gazeta do PovoxSobre a Gazeta do Povo

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR