Disk Aglomeração cancela festas de ‘furões’ do isolamento social – Brasil – iG

FreePik A cidade do Rio, que lidera os números de infectados e de mortos no estado, registrou segundo último boletim divulgado, a marca de 50.430 mil infectados

Enquanto a pandemia da Covid-19 ainda é uma realidade no Rio de Janeiro, grupos ainda se reúnem para fazer festas , o que contraria as medidas de distanciamento sociais recomendadas para se evitar o contágio da doença.

Saiba mais:

Para impedi-los, o Disk Aglomeração recebe denúncias dessas atividades. E, assim, neste domingo (21), um evento montado para mais de mil pessoas na Rua Parobi, no bairro Colégio, na Zona Norte, foi cancelado por agentes do Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR), bem como equipes da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop) e da Polícia Militar.

De acordo com informações do COR, a festa começaria às 17h e contaria com um grupo de pagode. Além de bandeirinhas de festa junina, foram postas na rua residencial mesas, cadeiras, espaço para DJ e barraca de venda de bebidas. Esta estrutura já foi desmontada.

A cidade do Rio, que lidera os números de infectados e de mortos no estado, registrou segundo último boletim divulgado, a marca de 50.430 mil infectados pelo novo coronavírus. Só na capital, já são 5.832 óbitos confirmados até o momento. Segundo dados da prefeitura, 301 pessoas foram infectadas nas últimas 24 horas pela Covid-19, e houve 41 mortes em decorrência do vírus no mesmo período.

No sábado (20), foi a vez de uma festa ser encerrada pela Seop num sítio da região de Guaratiba, na Zona Oeste. Agendado pelas redes sociais, o evento “Resistance” prometia 20 horas de festa com cobrança de entrada entre R$ 10 e R$ 20. A assessoria de imprensa da Seop ressaltou que aquela atividade era irregular por desrespeitar o isolamento social e não ter autorização para funcionar.

“Com informações do setor de inteligência e de denúncias encaminhadas ao canal 1746 da Prefeitura, equipes da Seop, guardas municipais do Disk Aglomeração e policiais militares chegaram no endereço por volta das 16h30 flagrando a montagem da estrutura da festa (banheiro químicos, mesas e cadeiras e bebidas), que teria apresentação de DJs e paredão de led”, informou a Secretaria em um comunicado.

A proprietária da casa foi identificada, qualificada e notificada por infringir as normas de enfrentamento à pandemia da Covid-19.

Fonte: ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2020-06-21/disk-aglomeracao-recebe-denuncias-e-acaba-com-festas-na-pandemia.html