Jogador que fez história em Copa do Mundo morre com coronavírus

Publicidade

O coronavírus continua fazendo diversas vítimas pelo mundo, além de contaminar inúmeras pessoas, o Covid-19 também veem levando essas pessoas a óbito, e neste domingo quem morreu devido ao vírus foi o jogador de futebol do Iraque, Ahmed Radhi, ele fez história no país devido ao fato do único gol do Iraque nas copas mundiais ter sido feito por ele, no ano de 1986.

Ahmed Radhi tinha 56 anos, e já estava internado pela segunda vez após ter sido contaminado pela Covid-19. Ele chegou a receber alta hospitalar na semana passada, mas teve uma piora e precisou voltar ao hospital. Sua morte foi confirmada pela Fifa neste domingo (21).

Publicidade

?? Scorer of Iraq’s only #WorldCup goal? Voted Asia’s best player in 1988⚽️ 62 goals in 121 internationals? 9th on the IFFHS’s Asian Player of the Century ranking

Football lost a legend today. RIP Ahmed Radhi pic.twitter.com/MB2PtCm14u

— FIFA.com (@FIFAcom) June 21, 2020

Astro do futebol iraquiano, o jogador fez história na Copa do Mundo de 1986 (realizada no México) ao marcar um gol para a seleção do Iraque, sendo até hoje, o único gol do país em uma copa. A partida foi contra a Bélgica que acabou levando a melhor (ganhando de 2 a 1).

Publicidade

O jogador também esteve à frente da seleção iraquiana em outros eventos, como a Copa do Golfo das Nações em 1984 e 1988. No mesmo ano também participou dos Jogos Olímpicos de Seul, sendo considerado o melhor jogador asiático da época. No ano de 1999, ficou em nono lugar na lista dos melhores jogadores do século XX.

Publicidade

imagem21-06-2020-23-06-37

Em 2006, devido à violência que tomava dê conta do Iraque, resolveu fugir para a Jordânia e voltou ao seu país no ano seguinte, desta vez apostando em uma carreira política, se tornando membro dos parlamentos. Nos de 2014 a 2018 não teve êxito ao se candidatar na Aliança Nacional, uma colisão de sulistas e xiitas, sendo derrotado.

Comunicar Erro

Fonte: www.1news.com.br/noticia/607561/esportes/jogador-que-fez-historia-em-copa-do-mundo-morre-com-coronavirus-21062020