Rapaz reage a ação policial contra “Corona Fest” com participação de menores, tenta atacar militares e acaba preso

 
Denúncia anônima levou guarnição a endereço no centro da cidade
 
Ontem, uma denúncia de aglomeração de pessoas levou equipes da Polícia Militar até um endereço na rua 1º de Maio, na região central de Vilhena.

Segundo o denunciante, diversas pessoas estariam juntas sem uso de máscaras nem cuidados com o distanciamento social.

Ainda de acordo com a denúncia, o local seria ponto de uso e venda de entorpecentes.

 
Consta no Boletim de Ocorrência que, ao perceberem a chegada da polícia, algumas pessoas trataram de sair do local.

Os policiais encontraram no endereço um cachimbo artesanal e uma lata amassada com sinais de uso de entorpecente.

Os militares também encontraram uma porção de uma substância que o morador da residência, um rapaz de 19 anos, afirmou ser pasta base.

 
O jovem, que afirmou ter consumido entorpecentes na frente dos menores que estavam no imóvel, questionou a ação policial, afirmando, segundo consta no BO, que ele estava na sua casa e tinha o direito de usar o entorpecente.

O rapaz teria resistido à ação policial e entrado em luta corporal com a guarnição, que precisou usar de técnicas de imobilização e algemas para conter jovem, que já usava uma tornozeleira eletrônica.

 
Tanto o rapaz de 19 anos, quanto o outro morador da casa, um jovem de 18, foram presos sob as acusações de corrupção de menores, infração de medida sanitária preventiva e desobediência.

 
Os dois menores, de 17 e 15 anos, também foram levados para a Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) e foram entregues ao Conselho Tutelar.
 

Fonte: www.folhadosulonline.com.br/noticias/detalhe/2020/rapaz-reage-acao-policial-contra-corona-fest-participacao-menores-tenta-atacar-militares-e-acaba-preso