Rondônia soma mais de 1,5 mil focos de queimadas na 2ª semana de setembro; alta é de 4%

Rondônia somou 1.518 focos de queimadas entre os dias 8 e 13 de setembro de 2020. O valor é 4,1% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado, quando o estado acumulava 1.457 pontos de fogo. Os dados são do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) por meio do satélite de referência Aqua do Programa Queimadas.

A região segue na 4ª posição nacional dos estados que mais tiveram detecção de focos de queimadas nesses sete dias, ficando atrás do Pará (3.196), Mato Grosso (2.486) e Acre (1.584). O Amazonas está atrás de Rondônia com 1.243 pontos ativos.

Em ambos os períodos, a capital Porto Velho ocupa a primeira colocação no ranking dos municípios que mais apresentaram pontos de chamas. Na segunda semana de setembro deste ano, o município contabilizou 554 focos – representando 36,5% do total registrado no período em Rondônia. Já nesta mesma época em 2019 foram 540.

As cinco cidades que mais tiveram focos na segunda semana de setembro de 2020 foram:

  • Porto Velho – 554
  • Nova Mamoré – 248
  • Buritis – 98
  • Candeias do Jamari – 79
  • Cujubim – 78
https://tpc.googlesyndication.com/safeframe/1-0-37/html/container.html

A capital rondoniense também se destaca no ranking nacional sendo a segunda cidade com maior número de queimadas:

  • São Félix do Xingu (PA) – 693
  • Porto Velho (RO) – 554
  • Lábrea (AM) – 361
  • Altamira (PA) – 331
  • Gaúcha do Norte (MT) – 306
  • Cumaru do Norte (PA) – 295

Dos 1.518 focos registrados de 8 a 13 de setembro de 2020, 104 foram detectados em terras indígenas (entre elas as TIs Uru-Eu-Wau-Wau e Karipuna) e outros 240 nas unidades estaduais de conservação (incluindo a Resex Jaci-Paraná, que representa 76,7% do quantitativo).

Terras indígenas:

  • Pacaas Novas – 18
  • Rio Branco – 16
  • Igarapé Lage – 13
  • Karipuna – 10
  • Rio Negro Ocaia – 6
  • Sagarana – 6
  • Uru-Eu-Wau-Wau – 6

Unidades estaduais de conservação:

  • Resex Jaci Paraná – 184
  • Pes. Estadual Guajará-Mirim – 28
  • Resex Pedras Negras – 13
  • Resex Rio Preto Jacundá – 12

No acumulado de oito meses, entre 1º de janeiro a 31 de agosto de 2020, o número de focos de queimadas registrados em Rondônia teve queda de 42,1% também se comparado ao mesmo período do ano passado. São 3.876 focos ativos notificados contra 6.701 em 2019.

Porém, se a comparação for de um mês ao outro do mesmo ano, o quantitativo de focos de queimadas faz o caminho inverso. Julho de 2020 fechou em 428 pontos ativos captados, enquanto agosto terminou em 3.086. O aumento é de 621% entre os períodos.

G1/RO