Empresário que saiu de Vilhena em UTI aérea e foi intubado duas vezes morre aos 47 anos, em Porto Velho

 
José Edson era sócio do posto Parada Grande, em Vilhena
 
Faleceu na tarde deste domingo, 31, no Hospital da Unimed, em Porto Velho, o empresário José Edson Leão da Silva. Ele tinha 47 anos e foi transferido em UTI aérea para a capital, após ser diagnosticado com a Covid-19, em Vilhena.
 
Sócio do Posto Parada Grande, em Vilhena, Edson começou a sentir os sintomas da doença há um mês. Após cerca de 10 dias internado no Hospital Regional, seu quadro se agravou e ele foi transferido.
 
Na capital, onde chegou com 94% dos pulmões comprometidos, Edson precisou a ser intubado duas vezes. Na primeira, quando a ventilação mecânica foi retirada, ele se agitou muito e os médicos acharam melhor repetir o procedimento.
 
O empresário estava há uma semana sem intubação, apenas sedado. Hoje, após uma parada cardíaca, ele não resistiu e foi a óbito.
 
O corpo de Edson será sepultado em Ouro Preto do Oeste, onde reside a maior parte de sua família.
 
 

Fonte: FOLHADOSULONLINE.COM.BR