AGLOMERAÇÃO: Cerca de 200 pessoas são flagradas em festa clandestina em Porto Velho

//www. pimentavirtual. com. br/wp-content/uploads/2021/04/imagem30-04-2021-14-04-59-300×225.

jpeg” alt=”imagem30-04-2021-14-04-59″ width=”300″ height=”225″ /> É dever do cidadão atuar com segurança frente às exigências adotadas, em favor de sua própria saúde   Portanto, é dever do cidadão atuar com segurança frente às exigências adotadas, em favor de sua própria saúde.

Enquanto o Estado de Rondônia permanecer na Fase 1, os estabelecimentos devem ocupar apenas 30% da capacidade máxima permitida no local; eventos com interação de dança são proibidos; o horário de funcionamento dos estabelecimentos e atividades é até às 23h; o mesmo vale para os bares, que estão proibidos de vender bebidas alcoólicas a partir desse horário, estendendo-se até as 6h do dia seguinte.

  Alguns contatos são destinados ao recebimento de denúncias sobre infrações cometidas contra as normas mencionadas acima. Os interessados devem entrar em contato com o 190, da Polícia Militar; 197, Polícia Civil ou 193, do Corpo de Bombeiros. Durante o ato da denúncia, não há necessidade de se identificar.     BALANÇO     Conforme o relatório final da ação, na noite desta quinta-feira, foram realizadas 93 intervenções, dos quais 59 estabelecimentos comerciais foram visitados, 26 enquadrados como “sem funcionamento” de acordo com o decreto.

Foram registradas uma orientação, uma notificação, lavrados 33 TCOs, um registro de aglomeração e 31 estabelecimentos em condições de uso.

Ao todo, desde o começo dos trabalhos de fiscalização, 7. 936 intervenções foram aplicadas.     EQUIPE EM AÇÃO     A operação continuará enquanto durar o sistema de isolamento social controlado no âmbito rondoniense.

Esta ação é conduzida pelo Corpo de Bombeiros Militar (CBM) em parceria com demais equipes da Polícia Militar (PM), Polícia Civil (PC), Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa), Superintendência Estadual de Comunicação (Secom), Programa de Orientação, Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (Detran) e a Prefeitura de Porto Velho, por meio do Departamento de Vigilância Sanitária, Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) e Subsecretaria Municipal de Serviços Básicos (Semusb).

  No geral, já foram realizadas 51 ações de fiscalização visando contornar os efeitos negativos do vírus causador da covid-19. Desde 11 de dezembro de 2020, várias operações foram lançadas sob o título

Fonte: RONDONIAOVIVO.COM