Conheça a história do pequeno produtor que se reinventou e se tornou referência na criação de carneiros em Cerejeiras

 
 
Marquinhos vende os animais nos finais de ano, cuja carne é um dos símbolos do Natal
 
Um pequeno produtor rural do município de Cerejeiras tem se destacado na produção de uma das carnes mais cobiçadas do mundo: o carneiro. A reportagem do FOLHA DO SUL ONLINE visitou, na manhã de terça-feira, 19, a pequena propriedade, que fica na Linha 2, entre o 4º para o 5º Eixos, para conhecer a história deste ovinocultor cerejeirense.
 
Marcos José Firme, de 45 anos, é filho do pioneiro do município, Donizete Firme, já falecido há dois anos. Com o falecimento do pai, Marquinhos, como é conhecido, ficou com uma parte da propriedade. A área que “tocou” para ele tem aproximadamente 17 hectares.
 
Sem saber o que fazer para conseguir sobreviver numa terra pequena, Marquinhos começou várias atividades simultâneas na propriedade: leite, cultivo de inhame, abacaxi, abóbora e batata-doce.
 
Mas, foi com os carneiros que o pequeno produtor se encontrou e se destacou.
 
Após ganhar cinco ovelhas e um carneiro da Emater em Cerejeiras, Marquinhos foi cuidando dos animais e hoje ele tem um rebanho de expressivo tamanho e abastece uma rede de clientes no município.
 
O carneiro, cuja parceira é a ovelha, é um animal que tem uma produção mais rápida que o gado, por exemplo. Cada ovelha pode parir duas vezes por ano e é comum que um dê uma cria com dois filhotes. Aos seis meses, uma ovelha já está apta a enxertar e a gestação do animal é de apenas seis meses.
 
Todos os animais são criados a pasto, no sistema rotativo com sete piquetes.
 
Um carneiro no ponto de abate, que deve girar em torno de 40 a 45 quilos, vale de 400 a 500 reais.
 
Os compradores são clientes que adquirem o animal diretamente do produtor, geralmente já limpo. “Vendo geralmente nos finais de ano. O povo gosta de um carneiro para o Natal. Mas, se eu quisesse vender todos os meses, acharia comprador. A demanda é mais alta que a oferta”, explica Marquinhos.
 
Acompanhando a reportagem do FOLHA DO SUL ONLINE na propriedade, o diretor do escritório da Emater em Cerejeiras, Sandro Malta Xavier, explica que a atividade de ovinocultura desenvolvida pelo pequeno produtor é um “case” de sucesso no município. “Na época, vários produtores ganharam carneiros, mas o Marquinhos desenvolveu a atividade e hoje é um fornecedor reconhecido de carne do animal”.
 
 
 
 

Fonte: FOLHADOSULONLINE.COM.BR