Assinatura de viagens: veja como funciona o serviço e se vale a pena

Assinatura de viagens: veja como funciona o serviço e se vale a pena

Vidar Nordli Mathisen / Unsplash O perfil de pessoas com 45 anos, ou mais, é o mais recorrente entre os clientes das assinaturas de hotéis da Coob+

Na era dos streamings é possível hoje encontrar serviços por assinatura dos mais diversos tipos, desde os mais conhecidos – que são as plataformas audiovisuais e musicais, até setores menos prováveis, como o de produtos de higiene e o de viagens.

Uma pesquisa realizada pela Toluna Insights, encomendada pela Collinson, em 2019, mostrou que existe um interessante relevante entre consumidores brasileiros por clubes de assinatura de diversos segmentos, incluindo o de viagens. No universo de mais de 1 mil brasileiros que participaram da entrevista, 53% se mostraram motivados pelos benefícios oferecidos por este tipo de serviço.

Os dados da pesquisa também indicaram que, enquanto 30% têm interesse na assinatura de serviços do setor de turismo, apenas 12% de fato assinam algum programa de fidelidade do tipo.

As empresas que oferecem a modalidade geralmente cobram uma mensalidade fixa e prometem diversas vantagens aos viajantes, mas será que de fato vale a pena contratar uma assinatura de viagens?  O iG Turismo conversou com três empresas especializadas no serviço, e clientes que já os utilizaram, para entender melhor este mundo ainda pouco desbravado no país. 

Pexels

Pesquisa aponta que 30% dos entrevistados têm interesse em fazer assinaturas de viagens

A RDC Viagens é uma empresa já consolidada no mercado, atuante desde 1992. Segundo informações da própria, só neste ano, entre janeiro e junho, a companhia realizou mais de 126 diárias mensais, o que rendeu mais de 760 mil diárias no período.

Por meio de um pagamento mensal, o assinante da RDC tem à sua disposição sete diárias que podem ser usadas em hospedagem ou convertidas em pontos para a compra de passagens aéreas, pacotes, passeios ou outros produtos turísticos.

Sérgio Pironato Jr., CEO da companhia, avalia que de fato no Brasil “o conceito de assinatura de viagens ainda não é amplamente conhecido”, contudo, este cenário vem mudando ao longo dos anos, na avaliação dele.

“Se observarmos, até há poucos anos o conceito de assinatura como um todo era ainda muito restrito a bens materiais. ‘Pago mensalmente por algo físico que chega todo mês na minha casa’. Após a chegada dos streamings, o conceito da assinatura de algo não palpável foi se democratizando no mundo todo e a RDC também se beneficiou disso”, analisa o executivo.

“Desde então, temos investido em mídia digital para divulgação da assinatura de viagens e, para 2024 pretendemos trabalhar com outras ações que potencializem essa comunicação”, reforça.

Vantagens de aderir ao serviço

Questionado sobre quais são as vantagens que um cliente pode ter na assinatura de viagens, Pironato elenca três fatores principais: planejamento financeiro e estilo de vida, flexibilidade e comodidade, e atendimento humanizado.

Planejamento financeiro e estilo de vida: “É importante esclarecer que a empresa oportuniza, por meio da assinatura de viagens, um novo estilo de vida. Não é uma só viagem, ou a ‘viagem dos sonhos’ – aquela em que a família passa anos economizando para realizar e depois anos relembrando sem nunca mais viajar de novo. A RDC oferece um estilo de vida em que as pessoas possam viajar com mais frequência”, declara o gerente.

“É possível fazer a viagem dos sonhos, com certeza, mas o nosso propósito é que as pessoas ampliem os seus horizontes de forma recorrente. E isso só é possível democratizando o acesso a experiências turísticas”, acrescenta Pironato. “Pelas negociações exclusivas que temos com milhares de hotéis, o assinante pode pagar até 60% mais barato em hospedagem, se comparado com sites de reservas – principalmente em resorts all inclusive .”

Flexibilidade e comodidade: Para Pironato, a diferença quando comparado o serviço de assinatura com a forma padrão de viajar é que com o primeiro, o cliente tem mais flexibilidade e comodidade no processo de reserva.

“Quando você vai fazer uma viagem, você já tem que saber tudo: onde vai, com quem, quando volta, e etc. Na assinatura, você tem mais flexibilidade para decidir isso”, avalia o executivo. “Além disso, você não está ‘amarrado’ a uma única opção: você pode trocar seus créditos por hospedagem, passagem aérea, cruzeiro, locação de carro e outros serviços que disponibilizamos – inclusive pacotes de viagens.”

“Ele [o cliente] pode usar [o serviço] para uma viagem longa em família, para um final de semana de casal a poucos quilômetros de casa, para visitar a família e não precisar dormir no sofá, ou até para uma viagem a trabalho”, exemplifica.

Atendimento humanizado:  O CEO sinaliza a terceira vantagem como um diferencial do atendimento da RDC, em comparação com sites de reservas de grandes agências de viagem.

“Trabalhamos com a recorrência. Temos que garantir que nosso assinante tenha a melhor experiência para que ele siga vendo vantagem em pagar mensalmente pela sua assinatura. Então, na RDC nós temos um time de atendimento ao cliente que é interno e que atende 24h, quando o assinante está em viagem”, garante o diretor.

Outra empresa que também já ultrapassou três décadas de atividade e que oferece assinaturas de viagens em território nacional, mas com foco em hospedagem, é a Montreal Viagens.

O diretor comercial da empresa, Alexandre Batista, corrobora com a afirmação do CEO da RDC, e também afirma que o conceito deste tipo de serviço ainda não é amplamente conhecido no Brasil. Contudo, o executivo garante que a companhia está trabalhando “para torná-lo mais difundido, pois vale muito a pena para quem gosta de se hospedar bem e sem traumas”.

“Nossa intenção é tornar esse tipo de assinatura uma opção atrativa para os clientes, não apenas do ponto de vista financeiro, mas também em termos de experiência e memórias”, reforça o diretor.

Sobre as estratégias que a empresa adota para uma divulgação maior do serviço, Alexandre destaca o atendimento personalizado e atencioso e uma curadoria criteriosa das hospedagens, “pois queremos que a experiência do cliente seja a melhor lembrança dele na viagem”.

Ele também destaca ações de marketing voltadas para explicar a assinatura de hotéis; programas de incentivo como o de indicação de outros clientes; parcerias estratégicas com outras empresas; além de uma “ampla flexibilidade nas reservas, tanto no destino desejado quanto no período”. Batista acrescenta ainda que a empresa oferece a possibilidade de reserva com seis meses de antecedência.

O diretor também elencou as vantagens de realizar uma assinatura de hóteis, em quatro grupos diferentes: economia financeira, flexibilidade, planejamento simplificado e experiências exclusivas.

Economia financeira: “Com a assinatura de hotéis, o cliente pode obter economias significativas em relação aos custos individuais de cada viagem”, explica ele, que na sequência explicita o valor cobrado pela empresa.

“Um valor mensal, a partir de R$ 137, é descontado no cartão de crédito do cliente, sem comprometer o limite, e ele terá as suas diárias garantidas durante o período contratado. Além disso, somos a única empresa do segmento a não cobrar taxas adicionais, como taxa de adesão. Comparando o serviço de assinatura de hotéis ao modelo tradicional, é possível economizar até R$ 1 mil, dependendo da época do ano desejada”, afirma.

Flexibilidade: Para Batista, o serviço de assinatura de hotéis oferece flexibilidade em relação aos destinos, datas das viagens e hospedagens.

“O cliente terá as suas diárias garantidas e pode usar da forma que quiser durante o tempo de contrato. Temos seis tipos de planos disponíveis, que se encaixam em todos os perfis e necessidades dos clientes. Inclusive, é possível usar as diárias em planos superiores ou inferiores, mas, nesse caso, poderá haver uma variação na quantidade de dias disponíveis para a hospedagem”, diz.

Planejamento simplificado:   O gerente reforça que com a contratação do serviço, o cliente não precisa se preocupar com o planejamento detalhado de cada viagem individualmente.

Experiências exclusivas: “Contamos com uma extensa rede de hotéis, pousadas e resorts all inclusives pelo Brasil e pelo mundo  […] [Escolhidos por] uma curadoria rigorosa e sempre em busca dos melhores estabelecimentos e destinos”, finaliza o diretor comercial.

Unsplash A facilidade em não se preocupar com o planejamento total das viagens é apontada como um dos benefícios da assinatura do serviço oferecido pelas empresas entrevistadas

Uma concorrente direta da Montreal, que também se especializou no serviço de assinatura de viagens focado nas hospedagens, é a Coob+, que já tem mais de três décadas no mercado, como a RDC.

“Na era das assinaturas, viajar pode ser uma realidade para qualquer classe social, um final de semana em casal, férias em família… são inúmeras possibilidades”, diz otimista a gerente de marketing da empresa, Laura Gallil.

“Focamos as divulgações no bem-estar, na saúde mental, no tempo em família, momentos a dois, criando memórias, experiências e conhecendo novos lugares”, acrescenta.

Laura também destaca que os clientes da empesa conseguem uma “economia de até 60% nas diárias comparado a sites de hospedagens”.

“Nossa ampla rede de hotéis conta com cerca de 1,9 mil unidades, pousadas e resorts no Brasil, além de mais de 500 mil no exterior”, diz a gerente, que na sequência dá os preços do serviço. “Os valores das mensalidades cabem no bolso, a partir de R$ 25,11 (duas diárias para duas pessoas), sempre com café da manhã incluso”.

Laura ainda conta que há outras vantagens exclusivas para quem é assinante como o programa “Indique+”. “Indicando amigos e familiares, o assinante escolhe ganhar um bônus em dinheiro, diárias ou Dotz”, afirma ela, que finaliza explicando sobre o público alvo da empresa.

“O perfil principal dos assinantes Coob+ são famílias e casais, da faixa etária 45+, [contudo], direcionamos nosso foco para pessoas que amam viajar economizando nas diárias.”

Experiência na prática


Jessica Lobo Moraes, 33 anos, é uma arquiteta e urbanista que viu vantagem em optar pelo modelo de assinatura de viagens para curtir os períodos de férias, e as escapadas da rotina com mais frequência.

“Com esse serviço eu tenho a alternativa de organizar de forma mais livre como posso utilizar as diárias de hotel, o que também me motiva a conhecer vários lugares”, explica ela. “Tem muitas opções boas de hotel, além de que posso eu mesma ir no site e buscar onde eu desejo ir, e onde ficar. Como trabalho home office, isso facilita em escolher quando e onde posso marcar minhas estadias”.

A arquiteta, que contratou os serviços da RDC Viagens, conta que com as assinaturas já visitou duas vezes  Balneário Camboriú em Santa Catarina em 2021 e 2023; e a cidade de Gramado no Rio Grande do Sul no ano passado, além do Beto Carrero World.

“Em 2022, meu esposo foi com os pais dele para Natal [no Rio Grande do Norte] e eu e ele fomos para  Porto Alegre [RS] em dezembro do ano passado. Queremos ir a São Paulo ainda este ano”, afirma a urbanista, que mora em Florianópolis (SC).

Outro adepto às assinaturas do setor de turismo é o aposentado e ex-servidor público, Antonio Vicente de Lima, de 67 anos. Ele é cliente da Montreal Viagens desde 1997, sendo assim há 26 anos.

“O serviço de assinatura de hotéis foi uma forma que encontrei de baixar os custos da viagem, deixar essa parte mais organizada e ficar livre da preocupação de buscar por hospedagens”, explica o viajante. “Também por meio de pesquisas, concluí que pagar o preço de balcão ficava mais salgado no final das contas”.

Antonio explica que outro ponto que o motivou a contratar o serviço, e permanecer por mais de duas décadas, é a oportunidade de compartilhar o momento com a família.

“Já tive mais de um plano com a Montreal e sempre viajava com todos de casa. Hoje, com os filhos já crescidos, mudei o pacote para um duplo e aproveito com a esposa”, conta o ex-servidor público, que acrescenta: “Quando a gente chega a uma certa idade, um dos maiores prazeres da vida é viajar”.

O aposentado conta que sua última viagem, utilizando o serviço, foi no ano passado, para o estado do Ceará . E ele avisa: “Já tenho planejada a próxima hospedagem […] mas ainda sem destino certo”.

“Sempre que possível eu me planejo e me organizo para conseguir viajar e utilizar as diárias do plano”, finaliza Antonio.

Destinos mais procurados

O CEO da RDC Viagens, Sérgio Pironato Jr., explica que no ano de 2022, o destino internacional mais reservado pelos clientes da empresa foi Orlando, nos Estados Unidos. Já o nacional foi  Caldas Novas, em Goiás.

Neste ano, até o momento, o destino internacional mais reservado é Buenos Aires, na Argentinae o nacional  São Paulo (SP).  Já na Coob+, a gerente de marketing Laura Galli explica que os destinos mais visitados, por meio das assinaturas de hóteis da empresa, são as regiões do Nordeste brasileiro e a  Serra Gaúcha.

Benjamin Rascoe/Unsplash – 24.06.2020 A Casa Rosa, sede do governo nacional argentino na capital Buenos Aires. O país vizinho desponta como um dos destinos internacionais mais procurados pelos clientes das empresas de assinatura de viagens

“A nossa assinatura Diamante, que é mais abrangente, disponibiliza diárias em hotéis nacionais e internacionais”, saliente a executiva.

Alexandre Batista, diretor comercial da Montreal Viagens, conta que pela empresa, as assinaturas de hotéis brasileiros são mais expressivas também na região do Nordeste e em Gramado (RS). Já os destinos internacionais mais procurados são Buenos Aires (ARG) e Portugal.

Agora você pode acompanhar o  iG Turismo também no Instagram  e  no Facebook!

Fonte: TURISMO.IG.COM.BR