Arquiteta seria uma das administradoras de páginas que acusavam homens de estupros em MT

Uma arquiteta de Sorriso (400 km de Cuiabá) seria uma das administradoras das páginas nas redes sociais Twitter e Instagram que difamavam e caluniavam homens de Sorriso acusando-os de estupros, abusos sexuais e crimes do gênero.

Na manhã desta sexta-feira (24), as casas de duas mulheres foram alvos de mandados de busca e apreensão pela Polícia Judiciária Civil, em uma operação que investiga os perfis. Uma delas seria a arquiteta.

Nas residências foram apreendidos celulares e notebooks. Já no local teriam sido comprovadas a participação das duas mulheres nos crimes de calúnia e difamação.

O delegado responsável pelo caso, André Eduardo Ribeiro, disse que famílias chegaram a ser destruídas pelos conteúdos publicados nas páginas das redes sociais, que fizeram mais de 40 vítimas.

Dezenas de mulheres seguiam os perfis e acompanhavam a difamação feita pelas duas mulheres. A Polícia Civil continua investigando o caso.

Fonte: O livre