Chefe denuncia empregada por falsificar atestados médicos durante um ano

O gerente de um posto de combustível de Sorriso (400 km de Cuiabá) procurou a polícia nessa segunda-feira (31) para denunciar uma funcionária, de 30 anos, que vinha entregando atestados médicos falsos há mais de um ano. O objetivo era justificar suas faltas ao trabalho.

Segundo o chefe, ele começou a desconfiar dos atestados que a empregada vinha entregando e resolveu procurar a médica que havia fornecido o último atestado.

A médica, então, confirmou as suspeitas do gerente ao dizer que o atestado que ela havia dado à mulher era de apenas três dias, não de 180, como o que havia sido entregue ao gerente da suspeita.

A médica disse ainda que clínicos-gerais não fornecem atestados de 180 dias. Somente médicos especialistas podem fazem atestados de tanto tempo.

Com isso, a médica e o gerente chegaram à conclusão de que a suspeita havia alterado o atestado. A profissional da saúde fez, até mesmo, um atestado alegando a falsificação de seu outro atestado (vide no início da matéria).

Como a mulher já havia entregado muitos outros atestados médicos no trabalho, o gerente acredita que todos foram alterados.

Ele procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência por falsidade de atestado médico.

 

Fonte: olivre.com.br/