Morre a cantora Vanusa aos 73 anos por insuficiência respiratória

A cantora Vanusa morreu na madrugada deste domingo, 8, na casa de repouso em que estava vivendo em Santos, litoral de São Paulo.

Segundo divulgado pela assessoria de imprensa da artista a Jovem Pan, um enfermeiro do local percebeu por voltar das 5h30 que “ela estava sem batimentos cardíacos”.

Foi constatado que a morte foi ocasionada por uma insuficiência respiratória.

No sábado, 7, um dia antes de morrer, a cantora estava bem e feliz com a visita da filha mais velha, Amanda, e chegou a cantar, brincar e não teve problemas para se alimentar.

Vanusa ficou internada de agosto a setembro no Complexo Hospitalar dos Estivadores, em São Paulo, após ter depressão e enfrentar problemas gerados pelo excesso de medicamentos de tarja preta. Rafael Vannucci, filho mais novo da cantora, cuidará dos trâmites do enterro.

Relembre a trajetória da artista

Vanusa Santos Flores deixa três filhos, Amanda, Aretha e Rafael, e sua marca na música.

A artista nasceu em Cruzeiro, interior de São Paulo, no dia 22 de agosto de 1947, mas foi criada nas cidades mineiras de Uberaba e Frutal.

A carreira na música começou aos 16 anos, quando se tornou vocalista do conjunto Golden Lions e foi em uma das apresentações que o agente Sidney Carvalho a convidou para ir morar na capital paulista.

O sucesso começou em 1966, últimos anos da Jovem Guarda, quando se apresentou na extinta TV Excelsior e foi contratada pela RCA Victor.

A música Pra Nunca Mais Chorar teve grande repercussão e ela chegou participar das últimas edições do programa Jovem Guarda, na Record TV.

O primeiro álbum foi gravado em 1968 e fez sua estreia com compositora em parceria com David Miranda.

Depois disso, ela emplacou vários sucessos como Manhãs de Setembro e Paralelas.

Vanusa também se arriscou como atriz e protagonizou ao lado de Ronnie Von a novela “Cinderela”, da Rede Tupi, em 1977.

A arista soma 23 discos, mais de três milhões de cópias vendidas e recebeu cerca de 200 prêmios. Sua autobiografia foi publicada 1997 com o título “Vanusa – A Vida Não Pode Ser Só Isso!”, mas depois de lançar o livro, muita coisa aconteceu na vida da cantora.

Na carreira, ela estrelou o musical “Ninguém é Loira por Acaso”, espetáculo escrito e produzido por Léa Penteado e lançou um álbum com músicas inéditas que foi produzido por Zeca Baleiro. Vanusa também esteve envolvida em algumas polêmicas, em 2009, por exemplo, ela viralizou na internet ao cantar errado o Hino Nacional na Assembleia Legislativa de São Paulo. A cantora, que já enfrentava uma depressão, contou na época que tinha tomado um forte remédio antes de apresentar no evento.

Outro episódio que virou assunto foi a entrevista que a artista deu para Gugu Liberato, em 2016, na qual falou da relação com a filha Aretha Marcos.

Nos últimos meses, a cantora vinha enfrentando problemas de saúde e preocupando a família e os fãs.

Fonte: Jovem Pam