Querido padre morre de Covid-19 e governador lamenta: 'Fará muita falta'

A Covid-19, doença causada pelo coronavírus, faz muitas vítimas no Brasil. Desde março do ano passado, mais de 270 mil brasileiros perderam a batalha contra este vírus que se disseminou através da China, entre o fim de 2019 e o começo de 2020.

Em todo o mundo, mais de 1,5 milhão de pessoas morreram. Nos últimos dias, o Brasil ultrapassou a marca de 2 mil mortes no período de 24 horas. Entre os mortos estava o arcebispo Mauro Aparecido dos Santos, de Cascavel, cidade do oeste do Paraná.

O padre era muito conhecido na região e querido pelos fiéis católicos. Aos 67 anos, ele estava internado após testar positivo para a Covid-19 desde o dia 16 de fevereiro. Dom Mauro estava em um hospital particular da cidade, recebendo todo o atendimento necessário.

imagem12-03-2021-20-03-08

No dia 19, o padre teve piora no quadro clínico e foi transferido para a unidade de terapia intensiva (UTI). Às 18h30 desta quinta-feira (11), o corpo de Dom Mauro não resistiu e ele morreu. A morte repercutiu bastante. A arquidiocese lamentou em nota oficial.

O governador do Paraná, Ratinho Junior, também emitiu nota de pesar. “Por onde passou, Dom Mauro deixou um caminho de fé, solidariedade e sabedoria, e fará muita falta ao Paraná e para toda a igreja brasileira. Que Deus o receba em suas mãos e conforte os fiéis, amigos e familiares”, afirmou Ratinho.

A missa de despedida foi dirigida por Dom Geremias Steinmeta, na manhã desta sexta-feira. O sepultamento ocorre no Cemitério Central. Dom Mauro nasceu em Fartura, no interior de São Paulo, e foi ordenado padre em 1984. Começou a caminhada como sacerdote em Jacarezinho, no Paraná. Vai deixar saudade em muita gente.

Continue Lendo Comunicar Erro

Fonte: I7NEWS.COM.BR