José Aldo reconhece superioridade de Petr Yan e avisa: “Voltarei muito mais forte”

José Aldo foi superado por Petr Yan neste sábado, no UFC 251, na Ilha da Luta, em Abu Dhabi. O brasileiro acabou derrotado por nocaute técnico no quinto round e viu escapar a chance de conquistar o cinturão peso-galo, que estava vago após a aposentadoria de Henry Cejudo.

Neste domingo, o ex-campeão dos penas fez um post em suas redes sociais falando sobre o confronto, onde reconheceu os méritos do seu adversário, mas garantiu que voltará ainda mais forte ao octógono.

Hoje acordei pensando no que dizer a todos, e o que tenho a falar é que a derrota faz parte do esporte, faz parte da minha vida e só não perde aquele que não luta.

⠀ Eu dei o meu máximo nessa luta, dei o máximo e o melhor nos treinos, dei o meu máximo na minha alimentação, mesmo em tempos de pandemia eu batalhei pelo o que eu queria, mas infelizmente não deu.

⠀ Ninguém mais do que eu queria muito esse cinturão, queria muito fazer história mas o meu adversário se saiu melhor ontem e ele tem os seus méritos. ⠀

Mas as pessoas tendem a carregar a ideia de um mundo perfeito e esquecem que perder uma batalha não te torna capaz de humilhar e muito menos descartar o outro. ⠀

Empatia é se colocar sempre no lugar do outro. Eu voltarei muito mais forte do que já sou. ⠀

A minha gratidão fica para minha equipe Nova União, aos meus amigos, fãs e minha família a quem dedico o meu melhor todos os dias. ⠀ ⠀ Força e honra sempre! ⠀ Deus é conosco 🙏🏽 📷buda mendes

– Hoje acordei pensando no que dizer a todos, e o que tenho a falar é que a derrota faz parte do esporte, faz parte da minha vida e só não perde aquele que não luta. Eu dei o meu máximo nessa luta, dei o máximo e o melhor nos treinos, dei o meu máximo na minha alimentação, mesmo em tempos de pandemia eu batalhei pelo o que eu queria, mas infelizmente não deu.

Ninguém mais do que eu queria muito esse cinturão, queria muito fazer história mas o meu adversário se saiu melhor ontem e ele tem os seus méritos.

Mas as pessoas tendem a carregar a ideia de um mundo perfeito e esquecem que perder uma batalha não te torna capaz de humilhar e muito menos descartar o outro.

Empatia é se colocar sempre no lugar do outro.

Eu voltarei muito mais forte do que já sou. A minha gratidão fica para minha equipe Nova União, aos meus amigos, fãs e minha família a quem dedico o meu melhor todos os dias.

Força e honra sempre! Deus é conosco.

A atuação de José Aldo na derrota para Petr Yan na disputa do cinturão peso-galo do UFC foi um dos destaques da coletiva de Dana White após o UFC 251. O presidente do UFC fez questão de elogiar a atuação do brasileiro e do russo, e não deixou de criticar a demora do árbitro Leon Roberts em interromper a luta no quinto round. Para ele, a luta deveria ter sido parada bem mais cedo.

– Petr Yan foi muito bem, e Aldo também. Aldo enfrentou o melhor cara do mundo, o que faria a disputa de cinturão contra alguém, e foi muito bem. Ele pode fazer o que quiser daqui para frente.

As pessoas o criticaram dizendo que ele não merecia uma disputa de cinturão, mas ele foi muito bem. E foi uma interrupção horrorosa por parte do árbitro.

Ele deveria ter parado a luta muito antes. Tivemos muitos problemas com os árbitros e os juízes laterais aqui na Ilha da Luta.

Fonte: globoesporte.globo.com