Presidente do Santos afirma que clube comprará Luan Peres, mas com uma condição

Presidente eleito quer contar com Luan Peres para próxima temporada Reprodução Presidente eleito quer contar com Luan Peres para próxima temporada

O Santos anunciou oficialmente a permanência de Luan Peres até o dia 23 de janeiro.  Portanto, o atleta está à disposição de atuar nas duas partidas semifinais da Conmebol Libertadores, contra o Boca Juniors (ARG), nos dias 6 e 13 de janeiro. A extensão do empréstimo do atleta junto ao Brugge (BEL) já foi, inclusive, publicada no Boletim Informativo Diário (BID), da CBF. 


Contudo, a ampliação do empréstimo não contempla a decisão do torneio sul-americano, caso o Peixe se classifique. A final acontecerá no dia 30 de janeiro, em partida única, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro.

Presidente eleito do Santos, Andrés Rueda, que assume o posto oficialmente na sexta-feira (1º), já trabalha nas tratativas de compra de Luan Peres, junto ao seu Comitê Gestor, principalmente o empresário Walter Schalka, designado para as negociações. Rueda, inclusive, através da sua assessoria de imprensa, comunicou que o direito de compra de Luan Peres será exercido, caso o Alvinegro avance de fase na Libertadores. 

– Chegamos na semifinal da Libertadores e temos de dar tranquilidade para o técnico e para o time, para não tentar perder jogadores fundamentais nessa fase. E com isso, conseguimos chegar a um ponto em comum com o Brugge. Renovamos o empréstimo para a semifinal e se o Santos passar para a final, compramos o jogador. Vamos usar parte da premiação para a aquisição do atleta por passar de fase e ficou definido o valor um pouco a mais da metade do que estavam exigindo no contrato original – disse Rueda.

O vínculo de Luan Peres com o Santos terminaria nesta quinta-feira (31). Inicialmente, a direção do Brugge pedia 5 milhões de euros (R$ 31,8 milhões) pelo atleta, mas nas últimas semanas, após negociações, aceitou reduzir a pedida para 3 milhões de euros (R$ 19 milhões). A premiação para os times que avançarem à final do principal torneio continental neste ano é de 6 milhões de dólares (R$ 33,6 milhões) para o vice-campeão e de 15 milhões de dólares (R$ 84 milhões) para o vencedor da competição.

Fonte: ESPORTE.IG.COM.BR