Caso Gabriela Anelli: promotor pede liberdade a acusado de homicídio

Caso Gabriela Anelli: promotor pede liberdade a acusado de homicídio

Reprodução/Twitter Gabriela Anelli costumava frequentar os jogos do Palmeiras no Allianz Parque

Nesta quarta-feira (12), o promotor Rogério Leão Zagallo pediu à Justiça a liberdade de Leonardo Felipe Xavier Santiagoacusado de envolvimento na morte de Gabriela Anelli . O oficial quer que o caso seja encaminhado para o DHPP (Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa) de São Paulo.

Veja galeria de fotos de Gabriela Anelli:

Leonardo Felipe foi preso em flagrante por atirar a garrafa que feriu Gabriela durante uma briga entre palmeirenses e flamenguistas, momentos antes da partida entre as equipes no Allianz Parque, pelo Brasileirão, que ocorreu no último sábado (8). A jovem de 23 anos não resistiu aos ferimentos e faleceu na segunda-feira (10).


O promotor fez críticas ao delegado Cesar Saad, responsável pela investigação, por ter dito em entrevista que Leonardo havia assumido ter atirado uma garrafa durante a confusão. 

Segundo o portal ‘ge’, em seu depoimento, ele afirma ter atirado pedras de gelo a torcida adversária. O promotor diz também que as imagens as quais teve acesso mostram que o suposto autor do arremesso que atingiu Gabriela era um homem vestido de cinza, e Leonardo foi preso vestindo uma camisa do Flamengo.

O caso continua a ser investigado. O corpo de Gabriela Anelli foi velado na manhã da terça-feira (11), em Embu, região metropolitana de São Paulo. A cerimônia teve a presença de familiares e amigos de Gabriela.

Entre em  nossa página e veja as principais notícias do esporte no Brasil e no mundo.

Fonte: ESPORTE.IG.COM.BR