Terremoto na Bahia: tremores de alta magnitude atingem estado da Bahia e assustam moradores

Terremoto no Brasil? Sim, foi registrado um terremoto na Bahia e o fenômeno atingiu magnitude 4,6. O tremor pode ser sentido na região dos municípios de Mutuípe, que fica localizado no Vale do Jiquiricá, e Amargosa, no Recôncavo Baiano. O fato aconteceu na manhã deste domingo, 30 de agosto, conforme os cálculos realizados pelo Laboratório de Sismologia da UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Moradores das cidades atingidas pelo fenômeno relataram como foi o impacto do terremoto. Não houve registro de pessoas feridas. O coordenador do Laboratório de Sismologia, Aderson Nascimento, disse que o terremoto teve magnitude alta e foi possível ser sentido na capital baiana.

“A gente fez uma análise preliminar e esse evento maior foi registrado pela rede mundial, foi de magnitude 4,6, a 6 km a sul para sudoeste de Mutuípe e em Amargosa. Salvador fica a pouco menos de 100 km de Mutuípe e, com essa magnitude, ele certamente foi sentido em Salvador”, explicou Aderson.

De acordo com o especialista, o geólogo Eduardo Menezes, disse que os tremores são provocados devido a falhas geológicas. Esses tremores acontecem principalmente no Nordeste do país, locais onde existe uma concentração de áreas sísmicas mais ativadas. Ele afirmou que é normal existirem terremotos de magnitude abaixo de 3 naquela região. Por isso, o que aconteceu na Bahia é considerado alto, já que nessa escala é algo que realmente assusta as pessoas e pode derrubar objetos de prateleiras, além de ser possível sentir janelas e telhados vibrando.

A prefeitura de São Miguel das Matas está realizando o levantamento das residências que acabaram afetadas pelo terremoto sofrendo rachaduras. Conforme o levantamento da Defesa Civil do estado, mais de 50 casas que ficam na zona rural da cidade tiveram rachaduras detectadas pelos profissionais.

A moradora de Amargosa, Daniele Andrade, falou que estava dormindo quando aconteceu o terremoto. Ela disse que ficou bem assustada, pegou a filha e se escondeu debaixo da mesa. Já Leandro Alves, morador de Castro Alves, falou que o abalo foi forte e nunca havia sentido um impacto tão forte e ressaltou que foi um grande susto.

 

Fonte: www.i7news.com.br/