Pastor é acusado de perseguir a ex até mandar um caixão com vela para ela

O pastor de uma igreja do centro de Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá) foi acusado nessa terça-feira (8) de estar perseguindo e mandando “presentes” inusitados para uma ex-namorada.

Segundo a vítima, de 21 anos, ela teve um relacionamento de dois anos e cinco meses com o pastor, e que terminou há cinco anos. Depois disso, ele a perseguiu por cerca de um ano e ela até chegou a registrar um boletim de ocorrência.

 

Ela teve outro relacionamento e se casou, mas a relação não deu certo e ela acabou se separando recentemente. O pastor ficou sabendo da separação e voltou a persegui-la.

Conforme relato da vítima, ele liga no serviço dela, manda mensagens no WhatsApp em tom de ameaça dizendo que vai encontrá-la e acabar com a vida dela e até mesmo a espera na porta do serviço, de onde, por isso, ela sempre tem que sair acompanhada de alguém, por viver com medo do ex.

Além disso, ele começou a mandar presentes inusitados para a vítima. Na semana passada, ele mandou uma caixa para ela, com um chaveiro de gato cheio de terra e uma caixinha com a aliança que usavam quando namoravam, cheia de cabelos.

Nessa terça-feira (8), mandou uma caixa com velas vermelhas e pretas, com um pequeno caixão com uma vela dentro e uma carta colada na caixa com dizeres para a vítima.

Com medo, a jovem resolveu procurar a polícia e registrar um boletim de ocorrência por ameaça e perturbação da tranquilidade.

 

Fonte: olivre.com.br/