Pioneiro do Cone Sul que estava internado com a Covid-19 não resiste e morre aos 77 anos, Hospital Regional de Vilhena

Tião do Coco será sepultado hoje, em cerimônia restrita

Poucas horas após o FOLHA DO SUL ON LINE noticiar sua luta contra a Covid-19, o comerciante Sebastião Copertino Assêncio, de 77 anos, morreu no Hospital Regional de Vilhena, onde estava internado. O óbito aconteceu por volta das 22:30h (CONFIRA AQUI).

Segundo uma filha do pioneiro, que chegou em Rondônia no ano de 1976, ele não teve sintomas da doença e, por isso, só começou o tratamento quando começou a sentir um “calorão” no rosto. Tião vendia coco num pequeno quiosque na avenida Paraná.

Quando foi levado para o Hospital Regional, os exames mostraram que ele já estava com o pulmão todo comprometido. Hipertenso e diabético, “Tião do Coco”, como era conhecido, foi internado num dia e precisou ser entubado no outro.

O corpo do ex-madeireiro, que deixa 06 filhos, um deles com apenas 11 anos, será sepultado ainda hoje, em cerimônia restrita. “Era um homem que só levava alegria por onde passava”, disse a filha, em entrevista ao site.

Fonte: www.folhadosulonline.com.br/