Governo planeja realização da Expoacre no final de outubro

O governo do Estado do Acre planeja realizar a 47ª edição da Expoacre, e para isso deu início às tratativas para a organização da feira. Nesta terça-feira, 22, a secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, esteve reunida com a procuradora-geral do Ministério Público do Acre (MP-AC), Kátia Rejane.

“É sempre importante conversarmos com o Ministério Público do Acre para apresentarmos o planejamento e envolvermos a instituição nesse que é o maior evento agropecuário do Acre. Viemos para mostrar que estamos nos programando para fazer uma feira que se adeque a essa nova realidade que estamos enfrentando”, reforça Eliane.

A feira ocorrerá no final de outubro e enfrentará condições climáticas diferentes das enfrentadas em julho, quando tradicionalmente é realizada. Além disso, a pandemia também impõe a adoção de medidas sanitárias e protocolos de segurança.

“Todas essas situações estão sendo analisadas. O nosso governador Gladson Cameli tem se esforçado para acelerar a vacinação. Acreditamos que em outubro, toda a população estará vacinada com a segunda dose. Mas ainda assim, seguiremos rigorosas medidas sanitárias. Faremos uma feira linda e segura”, explica a secretária.

A procuradora Kátia garantiu que o MP não será intransigente, por entender que o panorama para outubro tende a ser favorável com a vacinação em massa. “Precisamos começar a retomar a normalidade, porém se adaptando à nova realidade, com a adoção de protocolos de segurança que mantenham o ambiente seguro”.

Empresários

Na segunda-feira, 21, foi realizada na Associação Comercial do Acre (Acisa), reunião com as entidades que representam os empresários  para tratar da realização da Expoacre 2021.

Estiveram presentes representantes das Secretarias de Empreendedorismo e Turismo e de Produção e Agronegócio, do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Acre (Sebrae), a Associação Comercial do Acre, a Federação do Comércio do Acre (Fecomércio), da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Acre, da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Acre (Federacre) e do Sistema da Federação das Indústrias do Acre (Fieac).

Todos são favoráveis à realização do evento, desde que os protocolos de combate à Covid sejam observados e que a segunda dose da vacinação tenha atingido toda a população.

Um dos principais parceiros e investidores da feira, o Sebrae, garante que respeitando as condições fitossanitárias, é possível realizar a Expoacre 2021.

“Pretendemos fazer a melhor Expoacre de todos os tempos nesse momento em que as pessoas clamam por oportunidades de negócios e lazer. Observaremos as medidas sanitárias a serem adotadas e também as mudanças estruturais para mitigar o efeito das chuvas”, declara o diretor técnico do Sebrae, Lauro Santos.

Em 2020, a tradicional Feira não aconteceu, em virtude da pandemia da Covid-19. Mas, em 2021, a vacinação no estado está acelerada e o governo acredita que até outubro toda a população estará imunizada com as duas doses da vacina.

“O nosso governador Gladson Cameli tem feito um esforço para que a vacinação avance. Na esperança de que tudo estará bem, estamos planejando a realização desse evento que movimenta a economia, gera entretenimento e lazer para a população, elevando a sua autoestima”, reforça Eliane Sinhasique.

Fonte: juruaemtempo