Grávida de seis meses e esposo morrem queimados após casa pegar fogo

Uma tragédia foi registrada na noite de terça-feira (25) em Blumenau, no Vale do Itajaí, em Santa Catarina. Uma grávida de seis meses e seu esposo morreram carbonizados após a casa onde moravam pegar fogo. As primeiras investigações realizadas pelas autoridades locais apontaram que, além dos mortos, mais 16 pessoas moravam na casa, incluindo 14 imigrantes.

A polícia relatou que duas pessoas foram levadas para uma unidade médica, uma delas com o braço quebrado e a outra por inalar muita fumaça. Segundo o Portal São Miguel, a grávida tinha 22 anos, é natural de Joaçaba, (SC) e seu companheiro tinha 33 anos e é venezuelano.

Conforme relatos da Secretaria de Desenvolvimento Social do município, no cadastro social, o casal consta que ambos são brasileiros, mas o homem é venezuelano. Essa mesma versão foi confirmada por vizinhos e moradores da residência que pegou fogo.

A polícia não informou o que causou o incêndio, apenas uma perícia bem detalhada pode apontar o que causou o incêndio. A residência estava com a energia cortada. As autoridades informaram que o incêndio começou por volta das 3 horas e no momento do incêndio o casal estava no segundo andar e não conseguiu sair a tempo.

Quando o Corpo de Bombeiros chegaram ao local informado, o segundo piso da residência já estava tomado pelo fogo. Os bombeiros usaram mais de 40 mil litros de água para combater o incêndio.

Os corpos das vítimas foram removidos e levados para o IML da localidade e passaram por perícias. As primeiras informações repassadas pelo Instituto Geral de Perícias, a mulher estava gestante de seis a sete meses. Até o fechamento desta edição, nenhum parente das vítimas haviam procurado o Instituto Médico Legal.

Fonte: www.i7news.com.br/