Apoiadores da CPMF tentam encontrar nome popular para volta do imposto

Governo pretende discutir a volta do imposto em caso de vitória de Arthur Lira (PP AL) Marcos Santos/USP Imagens Governo pretende discutir a volta do imposto em caso de vitória de Arthur Lira (PP-AL)

À espera das eleições para a presidência da Câmara dos Deputados , apoiadores da CPMF estão se articulando para entrar em consenso sobre o novo nome do imposto. Empresários afirmam que a mudança é necessária para cair nas graças da população e mostrar a importância do imposto para a economia.

A medida é apoiada pelo Governo Federal , que torce pela vitória de Arthur Lira (PP-AL) para voltar a discutir a proposta .

Uma das opções analisadas foi chamar a nova CPMF de imposto único ou microimposto. Há ainda quem defenda usar termos em inglês para apagar a opinião pública sobre a alíquota.

Você viu?

“Mudar nome é fugir do problema, melhor seria encarar e dizer abertamente que a CPMF foi um excelente imposto”, disse Marcos Cintra, ex-secretário da Receita Federal à coluna Painel do jornal Folha de S. Paulo .

No entanto, há entusiastas receosos com a cobertura da imprensa. À Folha, o presidente da Confederação Nacional dos Serviços, Luigi Nese, explicou que mesmo com a troca de nome a população vai lembrar da CPMF.  

“Se quiserem, podemos chamar o imposto de Manoel ou Maria. Para a mídia é CPMF”, afirmou.

O ministro da Economia, Paulo Guedes , chegou a apresentar uma proposta para criar um imposto sobre transações financeiras digitais, mas a Câmara dos Deputados rechaçou a possibilidade de discutir a medida. A pasta acredita que a volta do imposto possa desafogar os cofres públicos e promover a desoneração na folha de pagamentos das empresas.

Fonte: ECONOMIA.IG.COM.BR