Três diplomatas foram expulsos da Rússia por participarem de manifestação pró-Navalny

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, participa de uma coletiva de imprensa conjunta com o Alto Representante da União Europeia para as Relações Exteriores e Política de Segurança após suas conversas em Moscou em 5 de fevereiro de 2021. Imagem ilustrativa.O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, participa de uma coletiva de imprensa conjunta com o Alto Representante da União Europeia para as Relações Exteriores e Política de Segurança após suas conversas em Moscou em 5 de fevereiro de 2021. Imagem ilustrativa.| Foto: RUSSIAN FOREIGN MINISTRY / AFPOuça este conteúdo

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia informou que três diplomatas (um sueco, um polonês e um alemão) foram declarados personae non gratae por causa de suas participação nas manifestações de 23 de janeiro deste ano em apoio ao dissidente russo Alexei Navalny.

A manifestação era considerada ilegal pelo governo russo, e a Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas de 18 de abril de 1961 proíbe a participação de diplomatas em tais eventos.

Os embaixadores da Suécia, Polônia e Alemanha foram convocados ao Ministério das Relações Exteriores da Rússia nesta sexta-feira (5) por causa desse incidente. Segundo a BBC, a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores sueco negou que seu diplomata tenha participado de qualquer manifestação.

0 xCompartilhe

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR