África do Sul: Jacob Zuma é condenado a 15 meses de prisão

O ex presidente sul africano Jacob Zuma aparece em tribunal durante seu julgamento por corrupção no Tribunal Superior de Pietermaritzburg, África do Sul, em 26 de maio de 2021O ex-presidente sul-africano Jacob Zuma aparece em tribunal durante seu julgamento por corrupção no Tribunal Superior de Pietermaritzburg, África do Sul, em 26 de maio de 2021| Foto: PHILL MAGAKOE/Agência EFE/Gazeta do PovoOuça este conteúdo

O ex-presidente da África do Sul Jacob Zuma foi condenado nesta terça-feira (29) pelo Tribunal Constitucional a 15 meses de prisão por desacato, após se negar a comparecer a uma comissão da justiça que investiga atos de corrupção que teriam ocorrido durante os seus nove anos de governo (2009-2018). Zuma tem 5 dias para se apresentar às autoridades e, se não o fizer, uma ordem de captura contra ele será emitida.

O ex-presidente apareceu perante a comissão, instalada em 2018, apenas uma vez, em julho de 2019. Ele é acusado de corrupção, fraude e crime organizado, mas declara que é vitima de uma conspiração política. Diante das recusas de Zuma em comparecer à comissão, o máximo tribunal do país decidiu que não tem “outra opção a não ser mandar Zuma para a prisão, na esperança de que isso envie uma mensagem inequívoca … o Estado de Direito e a administração da justiça prevalecem.”

0xCompartilhe

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR