Correligionários de Castillo apresentam projeto para reduzir seu mandato em três anos

Como você se sentiu com essa matéria?

Presidente peruano já sobreviveu a dois pedidos de impeachment e este mês enfrentou grandes manifestações que pediam sua saída| Foto: EFE/Paolo AguilarOuça este conteúdo

Um parlamentar do Peru Livre, partido do presidente peruano, Pedro Castillo, apresentou nesta quinta-feira (28) no Congresso do país um projeto que propõe antecipar as eleições gerais para 2023, reduzindo os mandatos do atual chefe do Executivo e dos integrantes do Legislativo, que iriam até 2026.

O autor da proposta é Pasión Dávila e o projeto já tem apoio de outros parlamentares do Peru Livre. Segundo informações da rádio RPP, as justificativas para a redução dos mandatos são a crise política no Peru, pesquisas que apontam altos índices de reprovação do Executivo e do Legislativo e levantamentos que indicam que grande parte da população é favorável a eleições antecipadas.

A proposta legislativa configuraria uma disposição especial transitória na Constituição – esta semana, o próprio Castillo encaminhou ao Congresso peruano uma proposta de reforma constitucional, que prevê que a convocação de uma assembleia constituinte seja votada em referendo.

Caso o projeto de Dávila seja aprovado, o presidente teria um prazo de 48 horas para convocar novas eleições gerais, a serem realizadas em março de 2023.

No final de março, Castillo sobreviveu ao segundo pedido de impeachment em menos de um ano (assumiu a presidência em julho de 2021), o oitavo processo deste tipo que um presidente peruano enfrentou desde 1992, mas que fracassou porque a oposição não conseguiu o número mínimo de votos.

Este mês, o presidente peruano enfrentou uma onda de protestos contra o aumento dos preços dos combustíveis, manifestações que também pediam a sua saída.

Deixe sua opinião

Como você se sentiu com essa matéria?

Veja mais matérias que causaram reações nos leitoresAtualizado às

Encontrou algo errado na matéria?comunique errosSobre a Gazeta do PovoxSobre a Gazeta do Povo

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR