Aliada da Rússia, Síria reconhece repúblicas separatistas no leste da Ucrânia

Como você se sentiu com essa matéria?

Ditadura de Bashar al-Assad se tornou o único país além da Rússia a reconhecer áreas separatistas de Luhansk e Donetsk como repúblicas independentes| Foto: EFE/EPA/YOUSSEF BADAWIOuça este conteúdo

A Síria reconheceu formalmente a independência das repúblicas separatistas de Luhansk e Donetsk, no leste da Ucrânia, segundo informações divulgadas pela agência de notícias estatal Sana nesta quarta-feira (29).

“Em uma expressão da vontade comum e do desejo de estabelecer relações em todos os setores, a República Árabe Síria decidiu reconhecer a independência e a soberania tanto da República Popular de Luhansk quanto da República Popular de Donetsk”, informou a agência, citando uma fonte oficial do Ministério das Relações Exteriores da Síria.

Dessa forma, a Síria se torna o único país reconhecido internacionalmente a apoiar a Rússia no reconhecimento formal das duas regiões separatistas. Em fevereiro, três dias antes de iniciar a guerra na Ucrânia, o presidente russo, Vladimir Putin, decidiu reconhecer Luhansk e Donetsk como países independentes.

A Rússia apoiava os separatistas desde 2014, quando teve início uma guerra civil na região de Donbas. Em 24 de fevereiro, Putin invadiu a Ucrânia alegando o objetivo de proteger russos étnicos que estariam sendo perseguidos no leste ucraniano.

A Rússia é aliada da Síria e sua intervenção foi decisiva para uma virada do ditador Bashar al-Assad na guerra civil no país árabe.

Deixe sua opinião

Como você se sentiu com essa matéria?

Veja mais matérias que causaram reações nos leitoresAtualizado às

Encontrou algo errado na matéria?comunique errosSobre a Gazeta do PovoxSobre a Gazeta do Povo

Fonte: GAZETADOPOVO.COM.BR