4 características do gato da raça exótico

4 características do gato da raça exótico

Gatos exóticos costumam ser tranquilos e afetuosos (Imagem: Vladislav Noseek | Shutterstock) 4 características do gato da raça exótico

O gato exótico, também chamado de exótico de pelo curto, é uma raça originada nos Estados Unidos na década de 1950. No entanto, ele só foi reconhecido oficialmente pelas associações de gatos nas décadas de 60 e 70. Ele é resultado do cruzamento entre o persa e o american shorthair. Por esse motivo, ele se parece tanto com um persa, mas com a pelagem curta.

A seguir, conheça algumas características interessantes do gato exótico!

1. Aspectos físicos

Descendente do persa, o exótico herdou muitas de suas características físicas, incluindo um corpo compacto, com pernas curtas, e pelagem densa – lembrando um ursinho de pelúcia –, mas se destaca por seu pelo curto e sedoso que requer menos manutenção. Segundo a Cat Fanciers Association (CFA), ele pode ser branco, azul, preto, vermelho, creme e chocolate.

Esses felinos têm uma cabeça arredondada, olhos grandes e expressivos, nariz achatado e bochechas cheias, que lhes confere uma aparência adorável. Em termos de tamanho e peso, eles são robustos e compactos, geralmente pesando entre 4 e 7 kg.

2. Temperamento e personalidade

Seu temperamento é notavelmente tranquilo e afetuoso, tornando-o um companheiro ideal para famílias ou pessoas que buscam um gato carinhoso e calmo. Além disso, é conhecido por se dar bem com crianças e outros animais de estimação, adaptando-se facilmente a diferentes ambientes.

Em relação à personalidade, os exóticos são frequentemente descritos como brincalhões, embora menos ativos do que algumas outras raças de gatos. Adoram receber atenção e colo, mas são igualmente independentes e apreciam momentos de tranquilidade. Uma característica marcante é o ronronar constante, que muitas vezes expressa contentamento.

3. Cuidados com a alimentação e a saúde

É importante oferecer uma dieta equilibrada para manter a saúde e a condição física ideais. Devido ao seu nariz achatado, alguns exóticos podem ter problemas respiratórios, exigindo cuidados extras em ambientes quentes ou empoeirados e com excesso de atividade física. Também podem ter problemas nos olhos, com lacrimejamento excessivo. Dessa forma, é importante consultar regularmente um veterinário para garantir a saúde do animal.

4. Educação e socialização

A educação do exótico é geralmente tranquila, sendo que muitos deles são naturalmente inclinados a utilizar a caixa de areia desde filhotes. A socialização é crucial desde cedo, para garantir que eles se tornem gatos sociáveis e amigáveis.

Fonte: CANALDOPET.IG.COM.BR

FXSuperCach pc