'Fazia tudo isso rezando Ave Maria': abusos de João de Deus são narrados pelas próprias vítimas

Publicidade

‘Fazia tudo isso rezando Ave Maria’, foi assim que uma das vítimas de João de Deus narrou um episódio de abuso que teria sido cometido pelo médium. Neste domingo, 21 de junho, o programa Fantástico, da TV Globo, mostrou trechos inéditos do documentário ‘Em Nome de Deus’, uma produção do jornalista Pedro Bial e de sua equipe, que nessa semana estreia no serviço de straming da Globo, o Globoplay. 

O documentário coloca frente a frente mulheres que tem histórias de abusos contra o médium. Foi o Conversa com Bial, programa comandado pelo jornalista na Globo, que deu ênfase às primeiras denúncias de grande repercussão contra João de Deus. Antes da atração, algumas denúncias já tinham sido feitas na mídia, mas sem gerar a mesma repercussão. 

Publicidade

O Fantástico mostrou alguns trechos inéditos do documentário. Entre eles, vítimas narram que João de Deus orava enquanto realizava os abusos. Hoje o médium está preso em uma penitenciária de Goiânia. A cidade de Abadiânia, que vivia do centro espírita de João de Deus, hoje acompanha perplexa os desdobramentos do caso. 

Publicidade

Veja abaixo uma chamada do programa com imagens sobre o documentário, que é mais um episódio relevante das denúncias contra um dos médiuns mais importantes do país. 

Publicidade

pic.twitter.com/aQuZ7nPdlN

— Fantástico (@showdavida) June 21, 2020

A reportagem com trechos inéditos do documentário de Pedro Bial teve grande repercussão na web. 

o João de Deus abusava de mulher rezando Ave Maria

e ai vem me dizer que vou pro mesmo lugar que ele só porque dei uns beijinhos no amor da minha vida?

— Evans メメ #ExNaMTV (@evanscomenta) June 21, 2020

Centenas de mulheres acusaram João de Deus, desde que a denúncia no programa Conversa com Bial veio à tona. O médium nunca assumiu qualquer um dos abusos. O caso teve repercussão mundial.

Comunicar Erro

Fonte: www.1news.com.br/noticia/607570/noticias/fazia-tudo-isso-rezando-ave-maria-abusos-de-joao-de-deus-sao-narrados-pelas-proprias-vitimas-21062020