Menina de 10 anos abusada pelo tio segue internada em hospital após aborto; estado de saúde é divulgado

Publicidade

A vítima de abuso de São Mateus (Espírito Santo) segue internada no Centro Integrado de Saúde Amaury de Medeiros (Cisam) da Universidade de Pernambuco, em Recife. A criança deu entrada à unidade de saúde no último domingo (16), quando teve início o procedimento de aborto, concluído com êxito na tarde desta segunda-feira (17).

De acordo com o médico, gestor da unidade e professor universitário, Olimpio Barbosa de Morais Filho, responsável por conduzir o procedimento, o estado de saúde da criança é considerado estável. Ela passa bem, e as expectativas são de que receba alta médica entre hoje e amanhã, a fim de que possa retornar para a sua casa.

“Ela fez a curetagem (procedimento para limpar os restos do abortamento) no meio da tarde (de ontem). Está sem dor e já vai jantar agora à noite”, afirmou. Segundo o especialista, como o procedimento foi feito da maneira correta, a criança poderá ter uma vida normal no futuro, com a possibilidade de ter filhos sem maiores complicações, caso assim desejar.

Publicidade

Na noite do último domingo, os médicos aplicaram uma injeção para indução do óbito fetal, seguida da aplicação de outra droga capaz de induzir o corpo a expulsão do feto, como se fosse um trabalho de parto, mas de maneira mais acelerada.

Publicidade Publicidade

Na sequência, alguns restos do feto permaneceram no útero da menina, resultando na necessidade de realizar a curetagem. Olimpio Barbosa de Morais Filho afirma que o risco ocasionado pelo aborto foi menor que seria em caso de prosseguir com a gravidez, uma vez que para uma criança de 10 anos a gestação teria risco muito maior do que em um adulto.

Continue Lendo Comunicar Erro imagem18-08-2020-14-08-24 Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece CLIQUE AQUI

Fonte: www.i7news.com.br/noticia/23866/cidades/menina-de-10-anos-abusada-pelo-tio-segue-internada-em-hospital-apos-aborto-estado-de-saude-e-divulgado