Armado com pistola, policial penal é detido em festa com aglomeração após xingar sargento da PM

Evento que ignora decreto sobre pandemia era realizado no centro de Vilhena

Um Policial Penal foi detido na madrugada deste domingo, 10, em uma festa ilegal realizada em uma casa localizada no Centro de Vilhena, após intervir na ação da Polícia Militar e xingar o sargento da guarnição.

De acordo com informações levantadas pela reportagem do FOLHA DO SUL ON LINE, após denúncia de que ocorria, no local, uma aglomeração ilegal de pessoas, por ferir o decreto municipal sobre as restrições da pandemia, a guarnição responsável pelo patrulhamento do Centro, formada pelo sargento PM Moraes e o soldado PM Silvério, se dirigiu ao local.

Em contato com o responsável pelo imóvel, os militares conversavam amigavelmente para por fim à festa, momento em que um dos convidados se aproveitou do cargo que ocupa na Segurança Pública em Vilhena,  como policial penal e atrapalhou o diálogo, mandando o sargento ir prender ladrão, xingando-o de “zé buceta” e “pau no cu”.

Diante do desrespeito de quem deveria dar o exemplo no cumprimento da lei, o sargento deu voz de prisão ao policial penal, que fazia uso de uma pistola .40, da Secretaria de Estado da Justiça (SEJUS) com 14 munições.

O servidor, que não reside no local, foi apresentado na Delegacia da Polícia Civil para serem tomadas as devidas providências.

Como o suspeito se identificou através de documentação oficial, os militares tentaram entrar em contato com o diretor do Centro de Ressocialização Cone Sul, onde ele afirmou ser lotado, porém, não obtiveram êxito.

Fonte: FOLHADOSULONLINE.COM.BR