Servidora mais antiga do MPF em Rondônia morre vítima da Covid-19

A servidora do Ministério Público Federal (MPF), em Rondônia, Maria Erenir Coral dos Santos Melo, de 61 anos, morreu vítima da Covid-19, no último domingo (7). Maria estava internada em um hospital particular de Porto Velho desde 16 de fevereiro.

Ela trabalhou no MPF por 32 anos. Maria atuava como chefe do setor de Gestão Documental. Em nota, o órgão lamentou a morte da servidora mais antiga.

“Natural de Porto Velho (RO), Maria Erenir ingressou no MPU em 1988. Em 1999, tomou posse na Procuradoria da República em Rondônia e exerceu o cargo de coordenadora de documentação e informação jurídica, quando a sede era localizada na avenida Almirante Barroso”.

“O MPF reconhece o envolvimento e o comprometimento da servidora. Esses 32 anos tiveram grande importância para as causas defendidas pelo órgão. Neste momento de consternação, o MPF se solidariza com familiares, colegas e amigos da servidora”, consta na nota de pesar.

Em Rondônia 3.082 pessoas morreram vítimas da Covid-19 e 157.002 rondonienses testaram positivo para a doença, segundo boletim divulgado pelas Agência Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) e Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), no último domingo (7).

O município com maior número de óbitos é Porto Velho: 1.376. Seguido de Ariquemes, com 233.

G1/RO