Covid-19 pode deixar disfunção erétil como sequela em homens; estudo foi divulgado

As sequelas deixadas pela Covid-19 assustam muita gente. Há pessoas que semanas ou meses após se curarem da doença continuam sem conseguir realizar atividades físicas devido ao cansaço. Outros tipos de sequelas como perda de olfato e paladar também já foram noticiadas.

Estudo da Universidade de Roma, na Itália, alerta para uma nova possível sequela da Covid: a disfunção erétil (impotência). O estudo analisou 100 homens. Desses 25 testaram positivos para a doença causada pelo coronavírus e 75 testaram negativos.

Entre os que testaram positivo, 28% apresentaram disfunção erétil. No grupo de negativos, apenas 9,33% tiveram problema de impotência íntima. Em entrevista ao R7, o urologista Fernando Nestor Facio Jr., da Sociedade Brasileira de Urologia, falou sobre os pacientes que têm atendido.

“Tenho alguns pacientes que tiveram Covid-19 de forma grave, ficaram intubados, permaneceram de 10 a 15 dias na UTI e hoje retornam com o critério de cura muito assustados, com muito medo e principalmente a função erétil debilitada”, afirmou o profissional.

De acordo com o médico, o comprometimento causado pelo vírus afeta a libido de alguns pacientes. O estudo da Universidade de Roma também mostrou que pacientes assintomáticos também pode apresentar problemas de disfunção erétil no futuro. O problema seria causado pelo comprometimento vascular. Homens que tenham disfunção pós-Covid, devem fazer acompanhamento com um urologista e seguir todas as recomendações do profissional de saúde. 

Continue Lendo Comunicar Erro

Fonte: I7NEWS.COM.BR