Home office já é uma realidade próxima; o que podemos esperar para o futuro?

Publicidade

Atualmente, o mundo inteiro está lidando com a nova realidade criada pela pandemia do COVID-19, que teve impacto não apenas nas economias e nos negócios, mas também nas abordagens de trabalho.

Esta situação ocasionou mudanças na própria forma de como o trabalho é realizado pelos colaboradores. Desde o início, diversas empresas decidiram em optar pela alteração da ida ao escritório para o home office. 

Os funcionários em todo o mundo precisaram se adaptar rapidamente ao ritmo do trabalho remoto obrigatório. 

Publicidade

Vamos ver quais foram os efeitos causados por essa mudança e entender o que podemos esperar sobre o futuro. Confira! 

Publicidade Publicidade

Como tudo era antes… 

O conceito de home office não é uma novidade para muitas empresas. Grande parte dos negócios modernos se esforçam para garantir que seus funcionários tenham um local de trabalho que seja suficiente para suas necessidades.

E uma dessas necessidades é justamente a possibilidade de trabalhar remotamente de vez em quando. É comum encontrar políticas onde cada funcionário pode trabalhar em casa alguns dias do mês, que podem variar de acordo com sua função.

Talvez por isso, alguns negócios já estavam familiarizados com a organização de uma jornada de trabalho remota, sem perder o contato com os outros. 

É óbvio que em situações “normais”, trabalhar em casa tem outro propósito do que agora. Sempre tratamos essa opção como algo adicional à nossa maneira geral de trabalhar e útil em situações em que temos que nos concentrar melhor nas tarefas ou quando simplesmente precisamos de mais tempo em casa. 

Um novo formato de trabalho 

No momento, as empresas estão gerenciando a situação de formas variadas. Alguns deram permissão aos funcionários para continuarem trabalhando remotamente até pelo menos 2021.
Outros trouxeram os funcionários de volta ao local de trabalho em horários diferentes e em grupos escalonados.  

Outros ainda estão deixando inteiramente a cargo de trabalhadores individuais decidir onde se realizar suas tarefas.

De acordo com dados da FGV, tínhamos, em maio de 2020, 80,4% das indústrias e 68,6% das empresas de serviços em trabalho remoto parcial ou total. Algo inimaginável até o momento.

Mas as empresas em todo o mundo também estão começando a pensar no longo prazo, incluindo formas alternativas de estruturar a comunicação e os horários de trabalho, bem como a presença física.

E a resposta que muitos estão convergindo em meio à incerteza contínua culmina em modelos de trabalho híbrido, onde é possível combinar trabalho remoto com a ida ao escritório.

Essa foi a solução encontrada para tentar resolver o novo dilema que surgiu com a adoção obrigatória do home office, uma vez que muitos funcionários não querem voltar aos formatos antigos.

Uma pesquisa da empresa de recrutamento e recursos humanos Robert Half dá a dimensão do sentimento – foram entrevistados mais de 800 trabalhadores com perfil de média e alta gerência em maio.

Nove em cada dez entrevistados (91% do total) disseram que as empresas deveriam permitir que os funcionários trabalhassem em casa com mais frequência; e 67% dos profissionais afirmaram entender que o seu trabalho pode ser realizado de casa.

Não é por acaso que 30% das empresas decidiram por manter o formato remoto.

Então como pode ser o trabalho híbrido?

Embora esse conceito seja a chave para entender o futuro mais flexível do trabalho, ele abrange muitos sistemas possíveis. O trabalho híbrido tende a incluir mais liberdade sobre quando e onde trabalhar. Geralmente, concede mais autonomia aos funcionários para ajustar o trabalho ao resto de suas vidas, em vez de estruturar outras partes do dia da semana em torno das horas registradas em um escritório.

Idealmente, é o melhor dos dois mundos: estrutura e sociabilidade de um lado, independência e flexibilidade do outro. Um procedimento comum das empresas híbridas existentes, acelerado desde o início da pandemia, é designar certos dias para reuniões e colaboração no escritório, e dias remotos para trabalho envolvendo enfoque individual. 

A presença física pode ser necessária para orientações, formação de equipes e lançamento de projetos, mas não necessariamente para outros trabalhos.

Pode ser comum usar os dias de trabalho em casa menos para as sessões de vídeo e mais para as tarefas que exigem concentração. Uma tarefa que pode levar várias horas no escritório pode ser concluída em apenas uma ou duas horas em casa.

Como será o formato home office daqui para frente?

Até agora, o home office parecia um pouco com a visão de tirar férias do escritório – poderíamos decidir o local, o ambiente e a preparação.
Mas como lidar com essa nova realidade em que todos os negócios precisam continuar operacionais independente de onde você esteja?

Neste ponto, é importante poder contar com o apoio dos funcionários. Eles precisam entender a situação e reconhecer que todas as decisões tomadas foram guiadas por uma preocupação com sua segurança.

Ao mudar para um modo em que reuniões inteiras acontecem em um espaço online, é importante manter uma aparência de cultura de trabalho normal.

Uma parte importante da ida a um local de trabalho físico é a interação informal, que em grande parte constrói o núcleo da organização, sua identidade e comunidade. O modelo remoto torna essas interações bastante difíceis. Mas vale a pena organizá-los de uma forma que alcance esse senso de identidade e comunidade.

É bastante indicado que os setores de RH comecem a se preparar e criem um manual atualizado sobre como se preparar para trabalhar em casa, com algumas novas ideias sobre como substituir o bate-papo típico ao lado da máquina de café e de como se manter produtivo ao longo do dia.

Ninguém sabe como será o futuro próximo, mas uma coisa é certa: a cultura das empresas e uma liderança preparada serão os pilares na hora de incentivar as pessoas para atuar nesta nova realidade.

Muitos empresários, além de colaborar durante essa fase de adaptação, incentivam os funcionários a utilizar seu tempo para se capacitar através de cursos online com certificado, transformando o home office também em uma experiência de aprendizado.

Em tempos difíceis como estes, o mais importante é apoiar uns aos outros e ser franco na comunicação. 

Continue Lendo Comunicar Erro imagem17-10-2020-20-10-20 Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece CLIQUE AQUI

Fonte: www.i7news.com.br/noticia/26105/tecnologia/home-office-ja-e-uma-realidade-proxima-o-que-podemos-esperar-para-o-futuro-14102020